2007-01-29

Subject: Formigas vermelhas recebem ajuda

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the Wild

Este boletim é mantido por simbiotica.org, a Rede Simbiótica de Biologia e Conservação da Natureza

Mantenha-se informado das últimas novidades e troque ideias com todos os que fazem parte desta imensa rede!

 

Em destaque:

Formigas vermelhas recebem ajuda

 

  Questões ou comentários para: webmaster@simbiotica.org

Dê a rede simbiotica.org a conhecer a um amigo!!

Os conservacionistas receberam quase £50000 para ajudar a salvar uma espécie rara de formiga vermelha da extinção em Inglaterra. As formigas vermelhas Formica rufibarbis entraram em declínio devido à perda de habitat e apenas se encontram actualmente numa zona do Surrey.

Uma equipa, liderada pela Zoological Society of London (ZSL), planeia reproduzir os animais em cativeiro nos terrenos do zoo de Londres e, de seguida, libertá-las na natureza no próximo ano.

O projecto foi financiado por um fundo da National Heritage Lottery.

A formiga, descrita como uma das poucas espécies nativas de Inglaterra mais rara actualmente, apenas tem uma colónia sobrevivente no Surrey e a uns poucos locais nas ilhas de Scilly, 45 Km ao largo da costa da Cornualha.

"As formigas são muito invulgares porque formam ninhos exclusivamente para machos ou para fêmeas", diz Emily Brennan, responsável pelo programa de conservação das espécies nativas da ZSL. "Apenas nos resta um ninho no Surrey e esse apenas produz fêmeas, logo os insectos vão-se extinguir na Inglaterra continental, a não ser que sejam reintroduzidos mais ninhos, alguns de machos obrigatoriamente."

Ela descreveu o programa de procriação em cativeiro, sediado no zoo de Londres, como uma viagem ao desconhecido.

"Parece que as formigas têm um ciclo de vida altamente complexo, utilizam feromonas mas não sabemos quais são logo temos que tentar isolá-las nas nossas instalações. Isso vai ser muito interessante porque ninguém foi capaz de as reproduzir em cativeiro anteriormente."

Os cientistas tencionam retirar fêmeas do ninho do Surrey e machos de colónias das ilhas de Scilly. Brennan refere que a principal razão para o declínio das formigas é a perda de habitat de planície adequado.

 

"Precisam de áreas quentes e muitas planícies tinham pouca erva ou solo nu mas ao longo do tempo começaram a ter demasiada vegetação e tornaram-se demasiado frias para a espécie", explica Brennan. No entanto, ela refere que tem havido muito trabalho recentemente para restaurar estas zonas às condições adequadas. 

Outra ameaça que estes insectos enfrentam, surpreendentemente, provém de outra espécie de formigas. 

"Elas podem ser invadidas por uma espécie de formiga conhecida por condutora de escravos, que parece estar a espalhar-se rapidamente por todo o Reino Unido. O que elas fazem é retirar todas as pupas, transportá-las para o seu próprio ninho e criá-las como obreiras. Esta situação já aconteceu num ninho no Surrey."

O projecto, que também envolve a organização Natural England e dois fundos de protecção da vida selvagem, vai utilizar voluntários para fiscalizar e gerir os locais escolhidos.

Os investigadores tencionam reintroduzir pelo menos 40 ninhos criados em cativeiro por ano, com início no próximo ano, até que as formigas estejam presentes em número suficiente para se defenderem por si próprias. 

 

 

Saber mais:

ZSL

Heritage Lottery Fund

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ simbiotica.org, 2007


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com