2007-01-21

Subject: Escaravelho branco deslumbra cientistas

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the Wild

Este boletim é mantido por simbiotica.org, a Rede Simbiótica de Biologia e Conservação da Natureza

Mantenha-se informado das últimas novidades e troque ideias com todos os que fazem parte desta imensa rede!

 

Em destaque:

Escaravelho branco deslumbra cientistas

 

  Questões ou comentários para: webmaster@simbiotica.org

Dê a rede simbiotica.org a conhecer a um amigo!!

Um espantoso insecto pode ajudar a desenvolver materiais ultra-finos e de um branco brilhante, sugere um estudo agora conhecido.

O escaravelho do género Cyphochilus, do tamanho da ponta de um dedo e nativo do sudeste asiático, tem uma carapaça mais branca que a maioria dos materiais encontrados na natureza, revelam os investigadores ingleses.

Um exame cuidadoso revela que os insectos têm o corpo coberto com uma carapaça única com escamas 10 vezes mais finas que um cabelo humano. O estudo publicado na revista Science alega que imitando estas escamas se pode obter uma vasta gama de aplicações para a industria.

"Este branco tão puro é muito invulgar no mundo dos insectos", explica o cientista responsável pelo estudo Pete Vukusic da Universidade de Exeter. "Podemos encontrar um pouco de branco aqui e ali, principalmente em borboletas mas a brancura não tem comparação com a deste escaravelho."

No estudo do insecto, a equipa de Vukusic utilizou um número de técnicas como a microscopia óptica, a análise laser e a espectrometria.

Os investigadores descobriram, de acordo com as medidas da Organização Internacional para a Standartização, que o escaravelho era muito mais brilhante e branco que o leite e que o dente humano médio.

Mas, comenta Vukusic, o grupo também quis descobrir que tipo de sistema poderia fisicamente criar uma brancura tão deslumbrante. "E quando os coloquei debaixo de um microscópio electrónico foi como se as portas de um outro mundo se tivessem aberto, era totalmente espantoso."

Os investigadores descobriram que a carapaça do escaravelho estava coberta com escamas ultra-finas, medindo apenas cinco micrómetros e com uma estrutura interna tridimensional altamente aleatória. Esta estrutura irregular, explica Vukusic, era a causa da brancura do escaravelho.

 

Enquanto a cor, continua ele, pode ser criada através de estruturas altamente ordenadas, a brancura é alcançada através de características fortemente aleatórias que dispersam todas as cores simultaneamente.

O grau de brancura, dada a reduzida espessura das escamas, é realmente impressionante, acrescenta Vukusic. "Podemos criar esta qualidade de branco sinteticamente mas os materiais precisam de ser muito mais espessos. Esta descoberta pode ter muitas aplicações."

Os investigadores acreditam que a industria pode tirar inspiração deste escaravelho para realçar a brancura dos objectos sintéticos, como papel, plásticos, tintas ou monitores de luz branca.

A equipa pensa que o escaravelho evoluiu para ser tão branco porque a cor fornece camuflagem entre os fungos brancos, vulgares no seu habitat natural. 

Cyphochilus (Peter Vukusic)

 

 

Saber mais:

Science

Site pessoal de Vukusic

Asas das borboletas funcionam como LED's

Borboletas exibem as suas asas ultra-negras

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ simbiotica.org, 2007


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com