2007-01-17

Subject: Vermes podem ajudar a impedir desenvolvimento da esclerose múltipla

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the Wild

Este boletim é mantido por simbiotica.org, a Rede Simbiótica de Biologia e Conservação da Natureza

Mantenha-se informado das últimas novidades e troque ideias com todos os que fazem parte desta imensa rede!

 

Em destaque:

Vermes podem ajudar a impedir desenvolvimento da esclerose múltipla

 

  Questões ou comentários para: webmaster@simbiotica.org

Dê a rede simbiotica.org a conhecer a um amigo!!

Poderá uma colher cheia de ovos de vermes ajudar a combater os sintomas incapacitantes de uma doença associada ao sistema nervoso? Talvez, dizem os cientistas que sugerem que os pacientes com esclerose múltipla podem beneficiar de certos tipos de infecções parasitárias.

A esclerose múltipla (EM) é uma doença auto-imune em que os glóbulos brancos atacam o tecido nervoso, causando dor e problemas de visão, movimento, memória e pensamento mas cientistas argentinos publicaram um estudo alegando que estes sintomas podem ser reduzidos em pessoas cujo sistema imunitário tenha sido afectado por um parasita.

O estudo, publicado na revista Annals of Neurology, estudou 24 pessoas com esclerose múltipla durante mais de 4 anos, metade das quais foi infectada por parasitas após terem sido diagnosticadas com EM. Entre os pacientes com parasitas, apenas 3 tiveram recaídas clínicas, comparados com os 56 no grupo não infectado. Para além disso, apenas metade dos doentes infectados sofreram lesões cerebrais devidas à EM, comparados com a totalidade dos doentes não infectados.

Certos tipos de células imunitárias, os linfócitos T, produzem substâncias químicas que desencadeiam os sintomas da EM. Os cientistas descobriram que os linfócitos T dos pacientes infectados com parasitas tinham menos probabilidade de produzir estas moléculas. Talvez os parasitas programem os linfócitos T a desligar os seus sinais destrutivos, diz Jorge Correale do Instituto de Investigação Neurológica Raúl Carrea em Buenos Aires, auor do estudo.

Correale salienta que o seu trabalho apoia a hipótese da higiene, a ideia de que alguns tipos de infecções podem ensinar o corpo a não se atacar a si próprio, impedindo problemas como as alergias ou as doenças auto-imunes.

Apesar dos médicos não saberem realmente o que causa a esclerose múltipla, "factores ambientais podem desempenhar um papel crucial no desenvolvimento da doença", diz Correale. "De facto, na América Latina, a prevalência da doença é significativamente inferior que na Europa, nos Estados Unidos ou no Canadá. Um dos factores ambientais que 'protege' os pacientes podem ser as infecções parasitárias", sugere Correale.

 

Investigações em animais têm sugerido que as infecções parasitárias podem proteger contra as doenças auto-imunes mas Correale considera que o seu trabalho é o primeiro a demonstrar essa situação em humanos.

Se o trabalho for aceite, diz Correale, o princípio também pode ser verdadeiro para outras doenças auto-imunes, como a diabetes ou a doença de Crohn, onde já foi tentado o tratamento com vermes.

Outros investigadores dizem que o trabalho de Correale é intrigante mas alertam para a necessidade de se perceber claramente quais os parasitas são os que melhor podem ajudar os pacientes antes de tentar a terapia de vermes noutras doenças.

O estudo não foi cego, salienta Correale, significando que os médicos que avaliaram os pacientes sabiam quem estava infectado e quem não estava, uma fonte potencial de tendenciosismo no estudo. Com apenas 12 pacientes em cada grupo, o estudo, para além disso, é muito pequeno.

Ainda assim, os cientistas não envolvidos no trabalho dizem que as diferenças clínicas entre os grupos infectados e não infectados parecem "dramáticas". "Quem sabe os que se passo no corpo destes pacientes", diz Ethan Shevach do National Institute of Allergy and Infectious Diseases em Bethesda, Maryland. "É um fenómeno muito curioso."

 

 

Saber mais:

Link from hygiene to allergies gains support

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ simbiotica.org, 2007


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com