2007-01-09

Subject: Sucesso na obtenção de crias de abutre asiático em cativeiro

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the Wild

Este boletim é mantido por simbiotica.org, a Rede Simbiótica de Biologia e Conservação da Natureza

Mantenha-se informado das últimas novidades e troque ideias com todos os que fazem parte desta imensa rede!

 

Em destaque:

Sucesso na obtenção de crias de abutre asiático em cativeiro

 

  Questões ou comentários para: webmaster@simbiotica.org

Dê a rede simbiotica.org a conhecer a um amigo!!

@ BNHSOs conservacionistas estão a celebrar a chegada da primeira cria de abutre oriental de dorso branco a nascer em cativeiro na Índia. A ave pertence a uma das três espécies de abutres asiáticos classificadas como criticamente ameaçadas.

As populações selvagens destas aves caíram a pique por se alimentarem de carcassas contendo vestígios do químico diclofenaque. A utilização da droga anti-inflamatória na região está a ser gradualmente abolida mas pode demorar até 10 anos para que desapareça completamente do ambiente, dizem os cientistas.

Vibhu Prakash, cientista principal do programa de procriação do abutre, refere: "Este é o presente de Ano Novo mais precioso que a natureza pode dar à conservação do abutre."

O ovo foi posto em Novembro e o pessoal do centro tem estado desde então à espera, na esperança que tudo corresse pelo melhor. "Este sucesso demonstra que se tivermos as condições adequadas podemos planear com sucesso."

O centro de procriação, sediado em Pinjore, norte da Índia, é gerido pela Bombay Natural History Society (BNHS) e apoiado por departamentos governamentais e organizações de protecção da natureza indianas e estrangeiras, como a Royal Society for the Protection of Birds (RSPB) e a Zoological Society de Londres (ZSL).

Nick Lindsay, chefe dos programas internacionais de zoos da ZSL referiu que a Sociedade tem estado fortemente envolvida com o trabalho do centro desde o final da década de 90 do século passado. "A colaboração foi estabelecida com a ajuda dos fundos Darwin do governo inglês, quando a causa para o declínio dos abutres ainda estava a ser investigada."

O centro mudou o foco da sua actividade da investigação para a procriação no momento em que se descobriu que o diclofenaque, uma droga vulgarmente usada pelos veterinários da região para tratar gado, era a principal razão para a morte dos abutres.

A ligação foi firmemente estabelecida em 2004 quando testes em abutres em cativeiro alimentados com carne de carcassas contendo a droga apresentaram sintomas semelhantes aos testemunhados em aves selvagens doentes.

Lindsay diz que o trabalho do centro concentrou-se nas três espécies mais seriamente afectadas pelo diclofenaque: o abutre oriental de dorso branco Gyps bengalensis, o abutre de bico longo Gyps indicus e o abutre de bico estreito Gyps tenuirostris.

 

Nos últimos 15 anos, a população perdeu mais de 95% do seu efectivo, de acordo com os conservacionistas.

Apesar de na Índia, Paquistão e Nepal estarem a ser tomadas medidas para banir o uso da droga, Lindsay considera que a luta pela sobrevivência destas aves está longe do fim.

@ Guy Shorrock/RSPB"Temos que comparar o nosso sucesso com o problema de ainda estarmos a enfrentar a possível extinção dos abutres", alerta ele. "As comunidades que utilizam esta droga podem ser remotas, existem milhões de cabeças de gado pelos campos e as pessoas preocupam-se muito com o seu bem-estar, logo a droga ainda é largamente utilizada pois é um excelente tratamento para o gado."

Mas ele acrescenta que existem alguns projectos no terreno que estão a ajudar a tirar a droga de circulação. No Nepal, os grupos conservacionistas estão a visitar as farmácias e clínicas das zonas utilizadas pelos abutres, recolhendo fornecimentos de diclofenaque e substituindo-os por uma droga sem efeitos secundários, o meloxicam.

"Este tipo de coisa pode ser possível no Nepal porque é um pais muito mais pequeno que a Índia e o problema não era tão grave desde o início", sugere ele, "mas mesmo assim vai ser uma luta renhida porque os territórios destas aves são muito vastos." 

 

 

Saber mais:

BNHS

ZSL

RSPB

Droga veterinária mata abutres indianos

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ simbiotica.org, 2007


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com