2004-01-05

Subject: Peixes "devoram" malária na Índia

News of the Wild

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the  Wild

Este boletim é mantido pelo site Born to be Wild, para que não esqueça o seu lado selvagem ...

 

Em destaque:

Peixes "devoram" malária na Índia

 

  Questões ou comentários para: borntobewild@clix.pt

Dê o site Born to be Wild a conhecer a um amigo!!

 

Peixes estão a ser usados para controlar a malária na Índia com um sucesso espantoso, de acordo com investigadores do Indian Council for Medical Research. Os mosquitos que transmitem malária foram virtualmente erradicados de certas zonas. 

O controlo da malária é responsável por uma importante fatia dos gastos de saúde indianos, principalmente na compra de insecticidas. 

Esta nova teoria é bastante simples: encontra-se peixes que apreciem larvas de mosquito e coloca-se os peixes nos lagos, rios e poços em que os mosquitos põem os ovos. Assim que os ovos eclodem, os peixes devoram as larvas. 

O doutor VP Sharma, antigo director do Instituto de Investigação sobre malária da Índia e que agora trabalha para o Council for Medical Research, revelou numa conferência sobre a doença o sucesso que estes programas piloto, que decorrem em 4 estados, têm tido. 

 

A introdução de pequenos peixes, como os guppies, esclareceu, foi uma das principais razões para o acentuado decréscimo de casos de malária na Índia, nos últimos tempos. Chegaram a ser mais de 2 milhões de casos por ano, agora desceram para 1,8 milhões. 

O World Bank tem um programa a decorrer em mais de 100 distritos, usando peixes, mas só daqui a 5 anos se poderá avaliar o verdadeiro impacto desta estratégia. 

O doutor Sharma refere que os peixes virtualmente eliminaram os mosquitos do género Anopheles, portadores de malária, de alguns distritos, embora tenha salientado que este tipo de medida não funciona em todas as situações. 

Este tipo de utilização dos peixes costumava ser a abordagem clássica no controlo da malária mas quando insecticidas como o DDT foram introduzidos, no século passado, e com (aparentemente) um efeito quase mágico, caiu em desuso. 

Agora que os mosquitos se tornaram resistentes a muitos desses químicos, os peixes voltaram à ordem do dia. Outra importante vantagem deste esquema é o custo, pois colocar uns tantos guppies em lagos é bem mais barato que comprar insecticidas. 

 

 

Saber mais: 

Mosquitos - Malária

Malaria Foundation International

Bill and Melinda Gates Foundation

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja receber o boletim Born to be Wild clique aqui!!

Respeitar os animais é respeitarmo-nos a nós próprios!

@ Born to be Wild, 2004


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com