2006-12-06

Subject: Bússola interna ajuda morcegos a encontrar o caminho para casa

News of the Wild - simbiotica.org

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the Wild

Este boletim é mantido por simbiotica.org, a Rede Simbiótica de Biologia e Conservação da Natureza

Mantenha-se informado das últimas novidades e troque ideias com todos os que fazem parte desta imensa rede!

 

Em destaque:

Bússola interna ajuda morcegos a encontrar o caminho para casa

 

  Questões ou comentários para: webmaster@simbiotica.org

Dê a rede simbiotica.org a conhecer a um amigo!!

Os morcegos têm um mecanismo original que os guia de volta a casa nas noites sem estrelas. Para além dos seus bem conhecidos talentos sensoriais, parece que os morcegos castanhos grandes podem detectar o campo magnético da Terra, usando-o como uma bússola para os guiar de volta à toca.

Esta habilidade dá muito jeito em voos de longa distância, onde o seu habitual modo de navegação (envio e captura dos reflexos de ondas sonoras contra objectos através do ultra-som) não é muito útil.

Richard Holland, da Universidade de Princeton, Nova Jérsia, analisou 15 morcegos castanhos grandes norte-americanos Eptesicus fuscus, que viajam até 100 Km para encontrar um local adequado para hibernar no Inverno.

Para testar primeiro as capacidades naturais de navegação dos animais, colocaram pequenos transmissores de rádio nos morcegos e transportaram-nos para 20 Km de distância das tocas. Um por um, soltaram os animais e seguiram-nos a partir de uma aeronave. Todos regressaram directamente à toca.

Como é que o fizeram? Os investigadores já tinham sugerido que os morcegos poderiam usar a direcção do poente para ajustar as suas bússolas internas, enquanto outros descobriram vestígios de materiais magnéticos nos seus corpos, sugerindo que eles podem usar o campo magnético do planeta para encontrar o norte.

Para diferenciar estes aspectos com uma única experiência, os investigadores colocaram os morcegos dentro de um capacete que gera um forte campo magnético desfasado do verdadeiro norte do planeta. Deixaram os morcegos observar o pôr do Sol sob o efeito deste campo magnético artificial durante cerca de uma hora e meia. "De seguida levamo-los para o mesmo local de libertação", diz Holland. E todos voaram na direcção errada. "Foi um truque engraçado."

"Parece que temos evidências experimentais convincentes de que utilizam um sentido magnético", diz Gareth Jones, biólogo da Universidade de Bristol.

Os morcegos desorientados eventualmente chegaram a casa, por vezes corrigindo o seu percurso no espaço de apenas algumas horas. "Pode ser devido à curta exposição ao campo magnético desviado", diz Jones, talvez a bússola se corrija quando exposta ao campo magnético correcto, ou tenham usado outro método de navegação. "O que significa que não temos a certeza. Talvez tenham encontrado uma zona familiar", sugere Holland.

 

Muitos organismos, de aves a abelhas, usam o campo magnético terrestre, ainda que permaneça um mistério a forma como o fazem. As formigas usam pequenas partículas de minerais de ferro magnéticos no seu corpo, fazendo com que o seu corpo funcione como uma agulha numa bússola (veja 'Migratory magnetism').

As aves migratórias utilizam materiais magnéticos e pistas ambientais, onde se incluem o Sol e outras estrelas, referências visuais e mesmo a polarização da luz, para navegar.

Os instintos navegacionais são relativamente fáceis de estudar em laboratório graças a uma situação conhecida por inquietude migratória: quando mantidas em cativeiro, as aves saltitam na direcção em que desejam partir.

Já os morcegos não são tão fáceis de estudar pelos investigadores. "Estudar animais tão pequenos na natureza é trabalho intensivo pois são demasiado pequenos para serem seguidos por satélite", diz Holland. Os morcegos pesam apenas 15-25 gramas e apenas podem transportar equipamento que pese menos de 0,5 gramas, demasiado leve para a clássica coleira GPS.

A equipa está a tentar obter fundos para um satélite especialmente concebido para seguir animais migratórios tão pequenos mas entretanto continuam a investigação em busca de algo mais que os morcegos usem na sua navegação. 

 

 

Saber mais:

Morcegos mantêm tudo em família

Companhia alemã aposta na saliva de vampiro

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ simbiotica.org, 2006


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com