2006-12-05

Subject: Meteorito fornece pistas sobre a origem da vida na Terra

News of the Wild - simbiotica.org

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the Wild

Este boletim é mantido por simbiotica.org, a Rede Simbiótica de Biologia e Conservação da Natureza

Mantenha-se informado das últimas novidades e troque ideias com todos os que fazem parte desta imensa rede!

 

Em destaque:

Meteorito fornece pistas sobre a origem da vida na Terra

 

  Questões ou comentários para: webmaster@simbiotica.org

Dê a rede simbiotica.org a conhecer a um amigo!!

Fragmento de meteorito em gelo (Science/UWO/Universidade de Calgary)Esferas ocas descobertas num meteorito antigo podem fornecer pistas sobre a origem da Vida na Terra. 

Os cientistas dizem que bolhas como as encontradas no meteorito do lago Tagish pode ter ajudado a que os processos químicos importantes para a emergência de Vida na Terra ocorressem.

As esferas também podem ser mais antigos que o Sistema Solar, pois a sua química sugere que se formaram a cerca de -260º C, perto do zero absoluto.

A análise das esferas mostra que chegaram à Terra no meteorito e nãos e trata de contaminação de origem terrestre. As esferas ocas podem ter fornecido um invólucro protector para as moléculas orgânicas nuas necessárias à vida.

Lindsay Keller do Johnson Space Center (JSC) da NASA, em Houston, refere que alguns cientistas acreditam que estas estruturas são "um passo na direcção certa" para a origem de uma membrana celular.

Ainda assim, ele salienta que as esferas do lago Tagish não são, de todo, equivalentes a uma célula. As esferas ocas parecem estar vazias mas contêm moléculas orgânicas na sua superfície.

Mike Zolensky, mineralogista da NASA, comenta: "Se, como suspeitamos, este tipo de meteorito tem vindo a cair na Terra ao longo de toda a sua história, então a Terra foi semeada com estas moléculas orgânicas ao mesmo tempo que a Vida estava primeiro a desenvolver-se."

O co-autor Keiko Nakamura-Messenger, também do JSC, comenta: "Nós apenas registámos 26 esferas neste artigo pois são pequenas e difíceis de analisar mas observámos centenas numa pequena zona. Podemos estimar que existam biliões delas neste meteorito."

 

As razões dos diferentes isótopos de hidrogénio e azoto no meteorito são muito invulgares, o que sugere as estruturas não têm origem terrestre.

"As razões isotópicas das esferas mostram que se formaram a temperaturas perto dos -260º C, perto do zero absoluto", diz o co-autor Scott Messenger, também do Johnson Space Center. "As moléculas orgânicas devem ter-se formado na nuvem fria que deu origem ao Sistema Solar ou na zona mais externa do Sistema Solar primitivo."

O meteorito do lago Tagish foi recolhido imediatamente após a sua queda sobre o Canadá em 2000. Tem sido mantido no estado congelado, minimizando o potencial de contaminação terrestre. 

 

 

Saber mais:

Nasa Johnson Space Center

Science

Terá sido inevitável o surgimento da Vida na Terra?

Terá a Terra semeado Vida pelo Sistema Solar?

Teoria sobre a origem da vida testada

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ simbiotica.org, 2006


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com