2006-12-03

Subject: Veados mais férteis produzem mais filhos macho

News of the Wild - simbiotica.org

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the Wild

Este boletim é mantido por simbiotica.org, a Rede Simbiótica de Biologia e Conservação da Natureza

Mantenha-se informado das últimas novidades e troque ideias com todos os que fazem parte desta imensa rede!

 

Em destaque:

Veados mais férteis produzem mais filhos macho

 

  Questões ou comentários para: webmaster@simbiotica.org

Dê a rede simbiotica.org a conhecer a um amigo!!

A fertilidade dos machos de veado vermelho ajuda a determinar o sexo da sua descendência, dizem os biólogos espanhóis. O esperma de melhor qualidade tende a produzir machos, enquanto o esperma menos saudável tende a originar filhas.

Este facto permite aos machos de topo produzir mais do mesmo, diz Monserrat Gomendio do Museu Nacional de Ciências Naturais de Madrid, mas impede os machos de menor qualidade de criar mais animais inferiores. "As filhas não serão prejudicadas pela fraca capacidade ejaculatória dos seus pais", explica ela.

Já se tinha descoberto antes que a mãe pode afectar a razão sexual da sua descendência: as fêmeas dominantes produzem mais filhos, enquanto as fêmeas inferiores favorecem as filhas. Se uma fêmea de veado vermelho é capaz de produzir uma descendência grande e saudável, faz sentido que sejam machos, pois estes têm que lutar pelas parceiras, enquanto o sucesso das fêmeas em atrair parceiro depende muito menos da força física.

"Até à data, a investigação tem sido tendenciosa ao analisar as fêmeas", diz o ecologista Steve Albon, do Macaulay Institute de Aberdeen. "A conclusão de que tanto machos como fêmeas contribuem para a variação da razão sexual é muito importante."

Gomendio e os seus colegas inseminaram fêmeas de veado vermelho ibérico com esperma retirado de machos selvagens recém-abatidos. "Se chegarmos no espaço de poucas horas após a morte, o ejaculado é igual ao de um animal vivo", explica ela. "Podemos utilizar o sémen para obter crias."

A descendência dos diferentes machos diferia radicalmente na razão sexual, desde três-quartos de filhos a três-quartos de filhas. Os machos mais férteis, aqueles com a maior proporção de espermatozóides normais, produziam mais machos, relata a equipa na última edição da revista Science. De modo geral, no entanto, produz-se um número igual de machos e fêmeas.

A equipa de Gomendio teve muito trabalho para tentar remover as diferenças na biologia e comportamento das fêmeas da equação, tornando certo que as corsas tinham uma condição física semelhante e eram inseminadas na mesma fase do ciclo reprodutor.

 

O que permanece um mistério é exactamente a forma como os machos e as fêmeas manipulam a razão entre os sexos da sua descendência. Uma possibilidade é que as fêmeas posam impedir a implantação dos embriões macho, ou que os abortem selectivamente, como parece acontecer em Invernos frios e húmidos, após os quais nascem mais fêmeas.

Os machos podem ser capazes de produzir esperma preferencialmente com o cromossoma X ou Y, ou talvez com diferenças de qualidade. Os machos inferiores, menos férteis, tenham mutações no cromossoma Y que impede os gâmetas de os transportar. A equipa de Gomendio tenciona testar todas estas hipóteses no futuro.

Mas se os veados vermelhos, e espécies aparentadas, conseguem realmente equiparar o sexo da sua descendência ao seu status e recursos ainda está em aberto, considera Tim Coulson do Imperial College de Londres. Alguns estudos descobriram que os animais parecem faze-lo enquanto outros que não. "Não me parece que estejamos num ponto em que possamos dizer que todos os mamíferos de grande porte o fazem."

Como os veados, os humanos parecem ser capazes de produzir mais machos em tempos de fartura e mais raparigas em tempos incertos ou difíceis. Tudo, desde o facto de os progenitores viverem separados, ao efeito traumático do 11 de Setembro, tem sido proposto como motivo para o aumento da razão de raparigas relativamente aos rapazes. 

 

 

Saber mais:

Investigação sobre veados vermelhos em Rum

Mamíferos escolhem o sexo dos filhos

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ simbiotica.org, 2006


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com