2006-10-25

Subject: Coelhos estão a destruir zona de nidificação de aves ameaçadas

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the Wild

Este boletim é mantido por simbiotica.org, a Rede Simbiótica de Biologia e Conservação da Natureza

Mantenha-se informado das últimas novidades e troque ideias com todos os que fazem parte desta imensa rede!

 

Em destaque:

Coelhos estão a destruir zona de nidificação de aves ameaçadas

 

  Questões ou comentários para: webmaster@simbiotica.org

Dê a rede simbiotica.org a conhecer a um amigo!!

@ Karah WertzOs coelhos estão a destruir o habitat de aves marinhas raras numa ilha remota da Austrália e têm que ser abatidos, alerta a organização conservacionista WWF.

Os coelhos estão a destruir a vegetação de Macquarie Island, perto da Antárctica, provocando deslizamentos de terra e arrastando os ninhos de pinguins e albatrozes, diz o WWF.

A organização recebeu o apoio dos Verdes australianos no apelo ao abate imediato de todos os roedores na ilha, introduzidos pelos caçadores de focas europeus no século XIX.

A população de coelhos disparou nas últimas duas décadas para mais de 100 mil animais, diz o WWF, despindo encostas inteiras da vegetação nativa que as aves marinhas utilizam para abrigo e para a construção dos ninhos.

A ilha, localizada a 1500 Km a sudeste da Tasmânia, é um importante local de nidificação para mais de 4 milhões de aves marinhas, incluindo duas espécies ameaçadas de albatrozes.

"Os albatrozes são extremamente fiéis aos seus locais de reprodução e não é provável que nidifiquem noutro local se este habitat for perdido", diz Julie Kirkwood, responsável pela política relativa a espécies invasoras do WWF.

A Macquarie Island, que tem cerca de 34 Km de comprimento e 5 Km de largura, também é zona de nidificação para cerca de 850 mil casais de pinguins reais e 100 mil focas, tendo sido classificada como Património Mundial pelas Nações Unidas em 1997.

 

Um deslizamento de terras recente, causado pela perda de coberto vegetal numa das vertentes da ilha, destruiu metade dos ninhos de uma das espécies de albatroz, refere o WWF, para além de outros 20 deslizamentos registados no espaço de um único mês já terem causado a morte de numerosos pinguins-rei e suas crias.

Os ratos também estão a aumentar em número, devorando as aves jovens nos seus ninhos.

O partido Os Verdes juntou-se ao WWF no apelo à aplicação do plano de irradicação de coelhos e ratos na ilha, com custos da ordem dos $7,5 milhões. 

 

 

Saber mais:

WWF

Aves antárcticas nidificam cada vez mais tarde

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ simbiotica.org, 2006


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com