2006-10-23

Subject: Islândia viola proibição da caça à baleia

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the Wild

Este boletim é mantido por simbiotica.org, a Rede Simbiótica de Biologia e Conservação da Natureza

Mantenha-se informado das últimas novidades e troque ideias com todos os que fazem parte desta imensa rede!

 

Em destaque:

Islândia viola proibição da caça à baleia

 

  Questões ou comentários para: webmaster@simbiotica.org

Dê a rede simbiotica.org a conhecer a um amigo!!

A Islândia quebrou a moratória internacional que já dura há 21, sobre a caça à baleia ao matar uma baleia fin ou rorqual comum, uma espécie ameaçada. A baleia foi capturada pelo navio baleeiro Hvalur 9 a cerca de 320 Km a oeste da costa islandesa.

Imagens de vídeo mostram o animal, com 20 metros de comprimento, a ser trazido para terra numa estação de descarga.

Esta situação segue-se ao anúncio público do país, na semana passada, de que planeava retomar a caça comercial à baleia. A Noruega é o único outro país que permite a caça comercial à baleia, dado que o Japão alega que apenas pratica caça com fins de investigação científica.

A International Whaling Commission proibiu a caça comercial à baleia de acordo com uma moratória imposta em 1985 e a Islândia é actualmente membro da IWC, tendo voltado a juntar-se à organização em 2002 após a ausência de 10 anos.

Ainda assim, num comunicado dado a conhecer a 17 de Outubro, o ministro das pescas islandês anunciou que o país tem agora novos planos.

 

Os baleeiros vão capturar nove rorquais comuns e 30 baleias minke (ou baleias anãs) por ano, referiu o ministro, acrescentando que essas capturas estão dentro dos limites sustentáveis.

Os rorquais estão listados como ameaçados pela World Conservation Union mas a Islândia alega que o seu efectivo é suficientemente elevado nas suas costas para permitir a caça comercial.

O anúncio irritou os grupos conservacionistas e as nações anti-caça à baleia, muitas das quais já mencionaram a possibilidade de acções legais contra a Islândia.

Também teve efeito sobre a industria turística do país, com uma quebra acentuada nas reservas e muitos cancelamentos, como relatam os responsáveis pelas companhias de observação de baleias.

"Recebemos muitos e-mails de pessoas que decidiram não visitar a Islândia enquanto o país continuar a manter a caça comercial à baleia", disse Thorunn Harvardottir, gerente de uma companhia de observação de baleias.

A União Europeia já instou a Islândia a reconsiderar a sua decisão. 

 

 

Saber mais:

High North Alliance

IWC

Islândia - baleias no mar ou no prato?

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ simbiotica.org, 2006


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com