2006-09-26

Subject: Descobertas múmias de cão no Peru

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the Wild

Este boletim é mantido por simbiotica.org, a Rede Simbiótica de Biologia e Conservação da Natureza

Mantenha-se informado das últimas novidades e troque ideias com todos os que fazem parte desta imensa rede!

 

Em destaque:

Descobertas múmias de cão no Peru

 

  Questões ou comentários para: webmaster@simbiotica.org

Dê a rede simbiotica.org a conhecer a um amigo!!

Os arqueólogos descobriram no Peru os vestígios mumificados de mais de 40 cães, enterrados com cobertores e comida juntamente com os seus donos.

A descoberta foi feita durante a escavação de duas tumbas de antigos Chiribaya que viveram no sul do Peru entre os anos 900 e 1350.

Os peritos dizem que o tratamento dado aos cães após a morte indica a crença que os animais também teriam uma vida após a morte, como os seus donos. Esse estatuto para um animal de estimação apenas foi observado anteriormente no antigo Egipto.

Centenas de anos antes da conquista pelos europeus da América do Sul, a civilização Chiribaya valorizava os cães de tal forma que quando um morria era enterrado lado a lado com os membros da família.

Os cães, que foram baptizados de pastores Chiribaya pelas suas capacidades como guardadores de lamas, não foram sacrificados como aconteceu noutras culturas mas antes enterrados envoltos em cobertores e com alimentos, em cemitérios humanos.

 

Os arqueólogos biológicos já descobriram os vestígios de mais de 40 cães que foram mumificados naturalmente nas areias do deserto do Vale Ilo no sul do Peru. Agora, em conjunto com o Clube de Canicultura do Peru, estão a tentar determinar se os cães representam uma raça distinta e desconhecida, indígena da América do Sul.

O país está cheio de raças introduzidas nos últimos séculos mas os arqueólogos acreditam que alguns dos cães actuais do sul do Peru ainda partilham características dos seus ancestrais nativos.

O cão pastor Chiribaya era bastante parecido com um golden retriever pequeno, com um focinho de tamanho médio e pelagem bege e comprida.

O único outro canino conhecido nativo do Peru é o cão sem pêlo, que evoluiu há mais de dois mil anos a partir de ancestrais asiáticos trazidos através do estreito de Bering, e apenas foi reconhecido como uma raça distinta há cerca de 20 anos. 

 

 

Saber mais:

Animais de estimação tinham tratamento VIP no antigo Egipto

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ simbiotica.org, 2006


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com