2003-12-28

Subject: Homens de Neanderthal eram como nós

News of the Wild

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the  Wild

Este boletim é mantido pelo site Born to be Wild, para que não esqueça o seu lado selvagem ...

 

Em destaque:

Homens de Neanderthal eram como nós

 

  Questões ou comentários para: borntobewild@clix.pt

Dê o site Born to be Wild a conhecer a um amigo!!

 

Os homens de Neanderthal estavam a perder a sua constituição pesada e a evoluir em direcção ao estilo do homem actual na altura em que se extinguiram, revelaram estudos recentes. 

Vestígios fósseis agora identificados em Vindija, na Croácia, datados entre 42000 e 28000 anos atrás, são bem mais delicados do que os observados nos Neandertais "clássicos". Um possível, e controversa, explicação é que os Neandertais estariam a reproduzir-se com os homens modernos da região. 

Escavações no local revelaram igualmente que os Neandertais de Vindija tinham formas muito avançadas de fabrico de ferramentas, semelhantes às inovações criadas pelo homem moderno noutros locais. 

Um crânio, recriado a partir de fragmentos encontrados no local e datados de 42000 a 38000 anos atrás, parece confirmar a evolução de uma anatomia mais grácil. A arcada supraorbital do crânio não é tão pronunciada como a de outros Neandertais e a caixa craniana é maior do que média de fósseis anteriormente encontrados. 

O autor do estudo agora realizado, Ivor Jankovic, do Instituto de Investigação Antropológica de Zagreb, comenta: estas achados sugerem que houve contacto entre os Neandertais e o Homem moderno, mas não sabemos ainda se houve reprodução cruzada. 

A sugestão de que os Neandertais se terão cruzado com o Homem moderno é altamente controversa, pois muitos investigadores considerem que eles não terão contribuído com genes para as populações actuais de humanos. A maioria dos investigadores acredita que a nossa espécie evoluiu em África e depois se expandiu até à Europa, onde substituiu o Neanderthal. 

Comparação de DNA mitocondrial retirado de Neandertais e humanos modernos não revelaram qualquer tipo de mistura entre as duas populações, mas James Ahernda Universidade do Wyoming, co-autor deste estudo, não considera a substituição do Neanderthal um processo simples. 

Vestígios de humanos modernos da Europa central revelam frequentemente características de Neanderthal, embora estas não sejam comuns nas populações europeias actuais. 

Os Neandertais iniciaram a sua evolução na Europa há cerca de 230000 anos e dominaram o continente até há cerca de 35000 anos, quando pessoas com uma anatomia mais moderna chegaram ao continente. A sua anatomia distinta tem levado os investigadores a classificá-los numa espécie diferente da nossa. 

A crânio de Vindija antecede o primeiro registo confirmado da presença do Homem moderno na Europa em mais de 5000 anos. O doutor Ahern que esta descoberta revela que o Neanderthal e o Homem moderno, em África, estavam a evoluir de forma semelhante em resposta a pressões ambientais semelhantes, provavelmente derivadas de drásticas alterações climáticas. 

 

Outras Notícias:

Fundo Quercus para a Conservação da Natureza

 

Ajude a Quercus a defender o património natural português!A Quercus - Associação Nacional de Conservação da Natureza, foi fundada a 31 de Outubro de 1985.

É uma associação independente e de âmbito nacional, sem fins lucrativos, por cidadãos que se juntaram em torno do mesmo interesse pela Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais e na Defesa do Ambiente em geral, numa perspectiva de desenvolvimento sustentado.

A Associação designa-se QUERCUS, por serem os carvalhos, azinheiras e sobreiros (todas plantas pertencentes ao género Quercus) as árvores características dos ecossistemas florestais mais evoluídos que cobriam o nosso país e de que restam, actualmente, apenas relíquias muito degradadas.

Uma das características mais importantes da Quercus é a sua descentralização, existindo núcleos regionais um pouco por todo o país, incluindo Açores e Madeira.

A importância desta associação na sociedade portuguesa já não pode ser ignorada, cabendo-nos a nós fornecer-lhe meios para continuar a sua luta em prol da conservação da natureza. Para contribuir clique na imagem acima e veja em que pode ajudar.

O seu donativo, por menor que seja, ainda que simbólico, será muito bem vindo. O importante é mostrarmos que nos preocupamos e que não podemos ser ignorados pelos grupos de pressão políticos e económicos!!

 

 

Saber mais: 

Evolução Humana

Institute for Anthropological Research, Zagreb

Quercus

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja receber o boletim Born to be Wild clique aqui!!

Respeitar os animais é respeitarmo-nos a nós próprios!

@ Born to be Wild, 2003


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com