2003-12-27

Subject: Noruega protege vida marinha no Árctico

News of the Wild

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the  Wild

Este boletim é mantido pelo site Born to be Wild, para que não esqueça o seu lado selvagem ...

 

Em destaque:

Noruega protege vida marinha no Árctico

 

  Questões ou comentários para: borntobewild@clix.pt

Dê o site Born to be Wild a conhecer a um amigo!!

 

A Noruega estendeu a área de conservação marinha em volta de uma cadeia de ilhas Árcticas, impedindo qualquer prospecção futura de petróleo ou gás natural de forma a proteger a vida marinha local, que inclui ursos polares, focas e peixes. 

Estas áreas são muito vulneráveis e cruciais para as aves e mamíferos marinhos, como o urso polar e a morsa, comentou o ministro do ambiente norueguês Boerge Brende acerca da nova área de conservação das ilhas Svalbard, localizadas a cerca de 1500 Km do pólo norte. 

O governo revelou que alargou a zona de protecção marinha em volta das ilhas Svalbard para 12 milhas náuticas, em vez das 4 já existentes, acrescentando uma área de 15830 milhas quadradas, do tamanho da Holanda ou da Suíça. 

O governo norueguês tinha decidido recentemente levantar a proibição de 2 anos da prospecção e perfuração de petróleo e gás natural no mar de Barents, mas protegeu a zona em volta das belas ilhas Lofoten, localizadas a sul das Svalbard, após enorme pressão dos ambientalistas e da industria pesqueira. 

Este foi um duplo presente da Natal para todos os que se preocupam com o ambiente, comentou Samantha Smith do programa Árctico do WWF acerca das decisões sobre as Svalbard e Lofoten. Esperamos que este seja um precedente para outras áreas do mar de Barents, ameaçadas pela perfuração petrolífera e de gás natural. 

A Noruega é o terceiro maior exportador de petróleo, apenas atrás da Arábia Saudita e da Rússia, produzindo cerca de 3 milhões de barris de petróleo por dia. No entanto, os poços do mar do Norte estão a secar, levando as empresas petrolíferas a procurar novas reservas cada vez mais a norte, em áreas Árcticas. 

Svalbard é um centro de mineração de carvão, considerado prometedor para a prospecção por algumas empresas petrolíferas. Em Setembro, o governo já tinha reservado cerca de 4500 Km2 de terras nas Svalbard para um parque natural. 

 

Outras Notícias:

O planeta teve um ano duro!

 

Junte-se ao Greenpeace!O ano de 2003 foi uma ano para esquecer em muitos aspectos da nossa vida: dificuldades económicas, guerras mais ou menos justificáveis, catástrofes climatéricas, recuos inesperados em aspectos relacionados com a conservação da Vida e dos espaços naturais, etc.

Para que 2004 seja bem melhor, surge esta proposta: ajude o Greenpeace, uma das mais antigas organizações conservacionistas e, com certeza, das mais activas a nível mundial, a continuar esta luta, em nome de todos nós e dos nossos filhos.

Para aceder ao site internacional do Greenpeace clique na imagem ao lado e faça o seu donativo. Se preferir, visite os sites brasileiro ou espanhol da organização. Infelizmente não existe, ainda, um site português mas pode sempre encontrar compatriotas interessados na comunidade cyberactivista do Greenpeace, incluindo a responsável pelo site Born to be Wild.

O seu donativo, por menor que seja, ainda que simbólico, será muito bem vindo. O importante é mostrarmos que nos preocupamos e que não podemos ser ignorados pelos grupos de pressão políticos e económicos!!

 

 

Saber mais: 

NPD - The Barents sea

Greenpeace

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja receber o boletim Born to be Wild clique aqui!!

Respeitar os animais é respeitarmo-nos a nós próprios!

@ Born to be Wild, 2003


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com