2006-05-26

Subject: Vírus tipo HIV encontrado em chimpanzés selvagens

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the Wild

Este boletim é mantido por simbiotica.org, uma rede simbiótica de Biologia e Conservação da Natureza

mantenha-se informado das últimas novidades e troque ideias com todos os que fazem parte desta rede!

 

Em destaque:

Vírus tipo HIV encontrado em chimpanzés selvagens

 

  Questões ou comentários para: webmaster@simbiotica.org

Dê a rede simbiotica.org a conhecer a um amigo!!

Os cientistas descobriram sinais de um vírus do tipo do HIV em chimpanzés do norte dos Camarões, confirmando uma suspeita já antiga de que estes animais são um reservatório natural para o vírus na natureza.

A descoberta também dá força à teoria de que as primeiras pessoas que contraíram o HIV foi através do contacto com sangue infectado de chimpanzés selvagens na selva, antes de eventualmente espalharem o vírus para a cidade próxima de Kinshasa, na República Democrática do Congo, e sucessivamente.

Os investigadores liderados por Beatrice Hahn da Universidade do Alabama em Birmingham, viajaram até aos Camarões para recolher fezes de chimpanzés da subespécie Pan troglodytes troglodytes.

A equipa sabia que alguns animais desta subespécie em cativeiro já tinham apresentado uma estirpe do vírus da imunodeficiência símia (SIV) quase idêntico à estirpe HIV-1 mas não era claro de que forma os animais tinham adquirido o vírus.

Um melhor conjunto de provas de que estes animais eram responsáveis pela pandemia de SIDA humana seria encontrar um reservatório do vírus SIV em chimpanzés selvagens na África ocidental. As esperanças da equipa de encontrar esse reservatório eram elevadas: há alguns anos já tinham encontrado outra versão do SIV, uma estirpe bem diferente do vírus humano, numa subespécie diferente de chimpanzés selvagens que viviam na África oriental.

Como esperado, a análise das amostras dos Camarões revelou a presença de anticorpos contra a estirpe SIV semelhante à humana e vestígios da sequência genética do vírus. Com base nas suas amostras, os investigadores calculam que cerca de 30-35% dos chimpanzés são portadores.

O vírus não parece causar qualquer tipo de sintoma do tipo SIDA nos chimpanzés, diz Hahn, tal como os chimpanzés em cativeiro não pareciam desenvolver doenças imunitárias. "Muitas pessoas estão a tentar descobrir porque", diz Paul Sharp, geneticista de vírus da Universidade de Nottingham, Reino Unido, que também trabalhou neste estudo.

O vírus provavelmente entrou no Homem como resultado do comércio de "carne selvagem", sugere Hahn. "A rota mais provável, baseada na biologia destes vírus, é a exposição do Homem a sangue ou fluidos corporais infecciosos de chimpanzé durante a caça e o retalhe da carne."

 

A genética do SIV dos chimpanzés selvagens é muito próxima da do vírus humano, o que sugere que os humanos tenham contraído o vírus directamente dos chimpanzés, em vez de tanto o Homem como o chimpanzé o terem contraído a partir de macacos, como alguns peritos já tinham sugerido.

Não é claro de que forma exactamente o vírus terá surgido nos próprios chimpanzés mas provavelmente terá derivado de dois vírus transportados por espécies de macacos de que os chimpanzés se alimentam, sugere Sharp.

A análise da percurso da pandemia humana indicou Kinshasa como o epicentro do surto. O primeiro sangue humano HIV-positivo foi aí encontrado em 1959. O vírus quase de certeza levado para a cidade  por humanos infectados, diz Sharp: "Os chimpanzés não caminham regularmente pelas ruas de Kinshasa."

A teoria é apoiada pelo facto de rios, as principais rotas de transporte através da densa selva da África ocidental, fornecerem um meio fácil de deslocação desde o sul dos Camarões até Kinshasa. Uma vez aí, o ambiente urbano seria muito mais conducente à transmissão do vírus pessoa a pessoa. Mas esta é uma história difícil de verificar com certeza. "Estamos a falar de algo que pensamos ter acontecido há mais de 75 anos."

Parece ter sido em larga medida uma questão de acaso que esta estirpe se tenha tornado o terror de todo o planeta, diz Sharp. O HIV-2, que se pensa ser proveniente de macacos Mangabei Cercocebus atys, também causa SIDA em humanos mas é um vírus que está quase completamente confinado à África ocidental.

 

 

Saber mais:

Organização Mundial de Saúde - HIV

"Carne selvagem" semeia novos vírus

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ simbiotica.org, 2006


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com