2006-03-01

Subject: Significado ajuda memória

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the Wild

Este boletim é mantido por simbiotica.org, uma rede simbiótica de Biologia e Conservação da Natureza

mantenha-se informado das últimas novidades e troque ideias com todos os que fazem parte desta rede!

 

Em destaque:

Significado ajuda memória

 

  Questões ou comentários para: webmaster@simbiotica.org

Dê a rede simbiotica.org a conhecer a um amigo!!

Alguma vez lutou para se lembrar de algo que sabia tinha que se lembrar? Parte do problema pode ser que o seu cérebro não estava pronto para guardar a memória em primeiro lugar.

Os neurocientistas descobriram que o grau de sucesso da nossa memória depende do nosso estado de espírito, não só durante ou após, o acontecimento em questão mas também antes dele ocorrer.

"As pessoas não se apercebiam de que o que o cérebro faz antes de algo acontecer influencia a memória desse evento", explica Leun Otten do University College de Londres, líder desta pesquisa. "Apenas se analisava a resposta."

Mas afinal se o nosso cérebro é preparado para receber informação teremos menos dificuldade em recordá-la mais tarde.

Analisando através de imagens o cérebro durante estes testes de memória, os investigadores descobriram que podiam assistir a essa preparação. Observando a actividade cerebral podiam prever se o participante se iria lembrar de um evento subsequente, antes mesmo dele ter ocorrido.

Os participantes não sabiam que as suas memórias estavam a ser testadas. Pelo contrário, apenas lhes era pedido que se concentrassem numa série de palavras únicas que apareciam no monitor de um computador. Antes de cad apalavra, um símbolo aparecia dizendo aos voluntários para decidir se a palavra representava um objecto vivo ou não vivo, ou, alternativamente, se a primeira e a última letra de cada palavra estariam em ordem alfabética ou não.

Minutos depois, a equipa de Otten fazia o teste de memória de surpresa, mostrando-lhes outra série de palavras e símbolos e pedindo-lhes para se recordarem se os tinham já visto ou não. Durante todo o tempo a actividade cerebral dos voluntários era analisada através de electroencefalograma.

 

Tal como seria de esperar, os participantes eram melhores a lembrar-se de palavras que vinham a seguir ao símbolo vivo/não vivo, em vez das do símbolo de ordem alfabética. Isto mostra que pensar no significado da palavra , em vez de apenas olhar para as letras, ajuda a preparar a memória.

Os investigadores podiam assistir a esta preparação no cérebro, na sua região frontal onde o pensamento consciente ocorre, durante a apresentação do símbolo e a visualização da palavra. Quanto mais intensa a actividade nessa fase, mais rigorosa era a memória que se seguia.

Esta descoberta reforça alguns dos antigos conselhos para os alunos: que deveriam concentrar-se em pensar nas questões e não apenas decorar. "Tentem sempre focar-se na compreensão do que está escrito, não se limitem a regurgitar", diz Otten, pois a concentração no significado é uma preparação muito melhor para a memória.

Mas preparar o nosso cérebro para uma melhor memorização é inevitavelmente um processo subtil, admite Otten, e não é claro de que forma exactamente devemos prepará-lo. Um conselho simples pode ser o mais eficaz, no entanto: quando ler, tente concentrar-se, em vez de deixar a mente vaguear.

 

 

Saber mais:

Nature Neuroscience

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ simbiotica.org, 2006


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com