2006-02-12

Subject: Neve artificial: boa para os recordes, má para o ambiente

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the Wild

Este boletim é mantido por simbiotica.org, uma rede simbiótica de Biologia e Conservação da Natureza

mantenha-se informado das últimas novidades e troque ideias com todos os que fazem parte desta rede!

 

Em destaque:

Neve artificial: boa para os recordes, má para o ambiente

 

  Questões ou comentários para: webmaster@simbiotica.org

Dê a rede simbiotica.org a conhecer a um amigo!!

As Olimpíadas de Inverno de 2006 estão a trazer para a ribalta a dependência cada vez maior dos entusiastas dos desportos de Inverno da neve artificial, bem como o preço que esta dependência pode ter para o ambiente.

Quase todos os eventos de esqui e snowboard de competição decorrem em neve artificial. Ao contrário da neve natural, a substância branca pode ser cuidadosamente ajustada para produzir uma superfície mais durável e consistente, perfeita para as tentativas de quebra de recordes.

As estâncias olímpicas de esqui nos arredores de Turim, Itália, têm vastas instalações de fabrico de neve e vários novos reservatórios foram construídos para os jogos para fornecer água para as máquinas de fabrico de neve. Nas últimas semanas têm vindo a distribuir neve artificial, pois a natural tem-se provado demasiado fina sobre o solo na zona esta época.

O equipamento de fabrico de neve é considerado essencial na maioria das zonas de esqui, como forma de garantir uma boa cobertura durante toda a época. Actualmente, "a neve natural é um bónus", diz Rich Brown da companhia de fabrico de neve artificial York Snow de Victor, Nova Iorque, cujos sistemas foram usados nas Olimpíadas de Inverno de 2002 em Salt Lake City, Utah, e noutros Jogos.

Os "canhões" de neve que fabricam a neve imitam a formação natural de flocos de neve. As máquinas geralmente forçam água sob pressão através de uma lingueta, dividindo-a numa nuvem de pequenas gotas, e depois usam ar comprimido ou ventoinhas para as dispersar pelo ar. À medida que as gotas arrefecem, as moléculas alinham-se e cristalizam em partículas de gelo.

A arte do fabrico de neve é ajustar a água e o ar, de forma a garantir que as gotas de água são suficientemente pequenas e são lançadas para suficientemente longe que congelem antes de atingir o solo. Se a temperatura do ar é elevada, por exemplo, reduzir o conteúdo de água e aumentar o ar vai criar partículas menores, que congelarão com mais facilidade.

As máquinas de fabrico de neve também costumam incorporar agentes nucleantes na água: pequenas quantidades de materiais como proteínas bacterianas, a que as moléculas de água se agarram e congelam. Ao desencadear o congelamento, estes agentes aumentam a temperatura a que a neve pode ser fabricada.

 

Muitas estâncias usam agora sistemas computadorizados mais sofisticados, que ajustam automaticamente a quantidade de ar e água das máquinas de neve com base na temperatura, humidade e vento, diz Brown.

Para as pistas de corridas, os peritos ajustam a neve artificial de forma a criar uma superfície dura, rápida e gelada, em vez de uma mais suave. Uma pista de esqui também é fortemente alisada e muitas vezes inundada intencionalmente para criar zonas de gelo, factores que determinam a velocidade da corrida.

Existem outras razões para o fabrico de neve estar em alta, para além dos benefícios de ter uma neve cujas propriedades possam ser encomendadas. Alguns prevêem que a necessidade de neve vai disparar com os efeitos das alterações climáticas, que estão já a reduzir a linha de neve nos Alpes.

Mas tudo isto tem custos ambientais, diz Michel Revaz, da Comissão Internacional para a Protecção dos Alpes, um grupo conservacionista com sede em Schaan, Liechtenstein. O fabrico de neve devora energia e água, podendo alterar os rios e ribeiros das redondezas. 

Uma forma de conservar o ambiente da montanha, diz Revaz, seria reutilizar as estâncias de competição de desportos de Inverno, em vez de construir novas a cada quatro anos.

 

 

Saber mais:

Torino 2006

York Snow

The Weather Network- 2006 Winter Olympics

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ simbiotica.org, 2006


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com