2006-02-06

Subject: Futuros papás também ficam mais gordinhos

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the Wild

Este boletim é mantido por simbiotica.org, uma rede simbiótica de Biologia e Conservação da Natureza

mantenha-se informado das últimas novidades e troque ideias com todos os que fazem parte desta rede!

 

Em destaque:

Futuros papás também ficam mais gordinhos 

 

  Questões ou comentários para: webmaster@simbiotica.org

Dê a rede simbiotica.org a conhecer a um amigo!!

Os macacos macho ganham peso durante a gravidez das suas parceiras e esta descoberta fornece pistas para a base biológica do aumento da linha de cintura dos futuros papás humanos.

Os homens costumam espelhar os sintomas da gravidez, como o aumento de peso, as náuseas e as dores de costas, mas o fenómeno, conhecido por síndroma de Couvade, é quase sempre reduzido a algo psicossomático mas sem uma explicação física real.

Agora, a investigadora de primatas Toni Ziegler, da Universidade de Wisconsin-Madison, demonstrou que dois tipos de macacos macho também revelam um dos aspectos da gravidez por simpatia.

A equipa de investigadores pesou 14 machos da espécie Callithrix jacchus e 11 tamarins da espécie Saguinus oedipus durante as gravidezes das suas parceiras de 5 e 6 meses, respectivamente. Escolheram estes animais pois os machos são monogâmicos e ocupam-se da criação dos jovens da mesma forma que as mães, tal como no caso humano.

Os animais ganharam até 20% do seu peso corporal inicial durante este período de tempo, revela a equipa na revista Biology Letters.

Engordarem desta forma pode ajudar os machos a atravessar as penosas semanas após o nascimento do bebé, diz Ziegler, e assim poderem garantir que ajudam na sobrevivência da sua descendência. "Achamos que os está a preparar", diz ela.

O estudo coloca a possibilidade de que um pai humano que ganha peso durante a gravidez da sua parceira também pode estar a fazê-lo porque o seu corpo esta naturalmente a armazenar reservas para os exaustivos dias e noites sem dormir que se aproximam. "Há muito tempo atrás isto pode ter sido uma grande vantagem", diz Ziegler.

 

Um punhado de outros estudos já mostraram que os futuros papás sofrem alterações hormonais relativas à prolactina, à testosterona e à hormona do stress, o cortisol. É possível que estas alterações hormonais podem conduzir a algum aumento de peso mas poucos estudos testaram esta ideia.

Claro que os homens podem ficar mais cheios durante a gravidez simplesmente porque estão a reflectir o comportamento das suas sobrecarregadas parceiras, que têm tendência para comer e descansar mais.

Nas sociedades ocidentais bem alimentadas esta atitude pode levar à obesidade, pelo que é difícil concluir se o ganho de peso é uma vantagem para um pai recente.

Também existem muitas razões para que os níveis hormonais de um homem possam sofrer alterações durante a gravidez e o nascimento d o seu filho, como as alterações da rotina e o stress, salienta Katherine Wynne-Edwards que estudou as alterações hormonais dos futuros papás na Universidade de Queen em Ontário, Canadá. "A chegada da sogra pode alterar o equilíbrio hormonal de qualquer homem", diz ela.

 

 

Saber mais:

Genes maternos podem influenciar a orientação sexual

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ simbiotica.org, 2006


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com