2006-01-30

Subject: Pílula contraceptiva não causa aumento de peso

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the Wild

Este boletim é mantido por simbiotica.org, uma rede simbiótica de Biologia e Conservação da Natureza

mantenha-se informado das últimas novidades e troque ideias com todos os que fazem parte desta rede!

 

Em destaque:

Pílula contraceptiva não causa aumento de peso

 

  Questões ou comentários para: webmaster@simbiotica.org

Dê a rede simbiotica.org a conhecer a um amigo!!

A pílula contraceptiva não provoca aumento de peso nas mulheres, dizem os investigadores que analisaram dados de mais de 40 estudos já realizados.

"O que se costuma dizer é que ao tomar a pílula se engorda", diz o perito em saúde reprodutora David Grimes da Family Health International em Research Triangle Park, North Carolina. "Esta perspectiva é generalizada."

Mas estes receios são infundados, argumenta Grimes e a sua equipa. Eles recolheram os resultados de 44 estudos realizados nos últimos anos que examinaram os efeitos das pílulas contraceptivas e dos implantes hormonais. Tal como relatam na revista The Cochrane Database of Systematic Reviews, não encontraram provas de que o início da utilização da pílula conduza a algum aumento da taxa de ganho de peso.

Existem muitas marcas de pílulas no mercado, mas todas contêm uma versão sintética de progesterona, geralmente associada a estrogénios sintéticos, que impedem a produção natural destas hormonas pelo corpo.

Alguns médicos acreditam que estas alterações hormonais também estimulam um aumento do apetite, levando as mulheres a ganhar peso. Por seu lado, muitas mulheres acreditam que engordaram após começarem a tomar a pílula. Mas os dados de Grimes sugerem que esta alegada relação de "causa e efeito" é pura anedota e que o padrão de aumento de peso entre as utilizadoras de pílula não é diferente do da restante população.

"A explicação mais lógica para todos nós, homens e mulheres, é que ganhamos peso com a idade", diz Grimes. O americano médio, por exemplo, ganha cerca de 45 gr por ano, mas a maioria das pessoas procura algo externo para culpar por esta situação, em vez do seu comportamento pessoal, diz ele.

Dos 44 estudos compilados por Grimes, apenas 3 compararam os efeitos da pílula com o de um placebo, o teste máximo para determinar se os contraceptivos causam alguma alteração discernível. Esses estudos são muito difíceis de realizar, em parte devido às implicações éticas envolvidas na receita de um placebo a mulheres que não querem conceber.

Estes estudos não mostram diferença no aumento de peso entre aquelas que tomam a pílula e as que não o fazem. Da mesma forma, também não foi registada alteração no apetite.

 

Para acrescentar a questão do peso ao seu estudo, os investigadores analisaram trabalhos que compararam diferentes marcas de pílulas. Também estes não revelaram evidências de que qualquer combinação específica de hormonas causasse aumento de peso, diz Grimes. "Se houvesse uma pílula que nos tornasse gordas, estaria salientada nos resultados, mas isso não acontece."

Os autores concedem que o debate deve continuar, pois a percepção do aumento de peso está implantada fortemente nas mentes das utilizadoras de pílula e dos médicos. Uma busca por serviços de saúde online revela sites como o www.netdoctor.co.uk, que afirma que as novas utilizadoras devem esperar aumentar de peso, seja por aumento do apetite, seja por retenção de águas. O site acrescenta, no entanto, que a maioria dos aumentos de peso se devem ao estilo de vida pessoal, exercício e dieta das utilizadoras.

Grimes considera que é importante fazer chegar às pessoas esta informação, pois os preconceitos acerca dos contraceptivos podem estar a impedir as mulheres de usar a pílula.

Os médicos deviam estar a encorajar as mulheres a evitar o aumento de peso de modo geral, diz ele, em vez de colarem a questão à contracepção. "Um terço das americanas são obesas", salienta ele, "precisamos de as aconselhar sobre essa questão."

 

 

Saber mais:

Cochrane Library

Family Health International

NetDoctor

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ simbiotica.org, 2006


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com