2005-11-28

Subject: Cimeira sobre alterações climáticas teve início em Montreal

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the Wild

Este boletim é mantido por simbiotica.org, uma rede simbiótica de Biologia e Conservação da Natureza

mantenha-se informado das últimas novidades e troque ideias com todos os que fazem parte desta rede!

 

Em destaque:

Cimeira sobre alterações climáticas teve início em Montreal

 

  Questões ou comentários para: webmaster@simbiotica.org

Dê a rede simbiotica.org a conhecer a um amigo!!

A primeira conferência das Nações Unidas sobre as alterações climáticas desde que o acordo de Kyoto entrou em vigor em Fevereiro teve início com a previsível resistência dos Estados Unidos aos objectivos propostos.

Os delegados que se encontram reunidos na cidade canadiana de Montreal devem discutir formas de alcançar os objectivos propostos para a redução das emissões de gases de efeito de estufa ao longo dos próximos 7 anos.

Milhares de cientistas, agentes governamentais e ambientalistas também irão participar e assistir aos doze dias de conversações que agora tiveram início. Em debate também estarão as medias a implementar em 2012, quando o protocolo de Kyoto expirar. 

Como governo anfitrião, o Canadá está a tentar encontrar uma fórmula que permita unir os Estados Unidos, outros países industrializados e os países em vias de desenvolvimento num acordo sobre as acções futuras.

Um voto de censura ao governo minoritário Liberal, que este deve perder, pode vir a perturbar a conferência pois levaria à convocação de eleições antecipadas e ao início de uma campanha eleitoral.

Os Estados Unidos, que temem que o acordo de Kyoto possa causar dano ao seu crescimento e desenvolvimento económico, já afirmou que, em qualquer caso, se irão opor à proposta canadiana.

O principal conselheiro ambiental do presidente Bush, James Connaughton, tornou claro que os Estados Unidos não poderiam apoiar objectivos vinculativos para as partes acordantes. "Não precisamos deles", diz ele, reafirmando que "muitas iniciativas mais consequentes [sobre o corte de emissões de gases de efeito de estufa] têm surgido fora do processo de um qualquer tratado."

Dado que os Estados Unidos não assinaram o protocolo de Kyoto, não irão participar formalmente nas discussões que decorrem sob a sua égide. 

No entanto, os americanos têm realmente um lugar à mesa das negociações em Montreal, pois são participantes da UN Framework Convention on Climate Change, um acordo mais abrangente que deu origem ao protocolo legalmente vinculativo.

 

O ministro canadiano do ambiente, Stephane Dion, referiu que estava interessado na busca de uma aproximação entre os países com diferentes visões sobre a melhor abordagem à tentativa de reduzir os efeitos das alterações climáticas.

Os grupos ambientalistas argumentam que não faz qualquer sentido tentar atrair a administração Bush para que se envolva de forma significativa numa acção a nível mundial contra o aquecimento global.

"O que não nos podemos dar ao luxo ... é de permitir que a administração americana mantenha o resto do mundo refém enquanto vão fazendo isto ou aquilo voluntariamente", diz Steve Sawyer da organização ambientalista Greenpeace. 

Os funcionários governamentais britânicos, negociando em nome da União Europeia de que detêm actualmente a presidência, estão determinados a usar as conversações de Montreal para demonstrar que os objectivos vinculativos sobre a redução das emissões de gases de efeito de estufa estão para durar.

Também acreditam que será necessária alguma flexibilidade nas medidas que os países em vias de desenvolvimento deverão ser persuadidos a adoptar de modo a limitar as suas próprias emissões à medida que as suas economias se expandem. Este é um tema extremamente sensível, comentam os delegados da União Europeia.

Uma medida do sucesso, ou fracasso, desta conferência serão os primeiros sinais que surjam de países como a China, a Índia e o Brasil, se se mostrarem dispostos a se quer participar nas conversações sobre compromissos formais próprios nesta batalha contra as alterações climáticas. 

 

 

Saber mais:

Convenção das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas

Protocolo de Kyoto

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ simbiotica.org, 2005


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com