2005-11-22

Subject: Gatos australianos devem ser mantidos dentro de casa

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the Wild

Este boletim é mantido por simbiotica.org, uma rede simbiótica de Biologia e Conservação da Natureza

mantenha-se informado das últimas novidades e troque ideias com todos os que fazem parte desta rede!

 

Em destaque:

Gatos australianos devem ser mantidos dentro de casa

 

  Questões ou comentários para: webmaster@simbiotica.org

Dê a rede simbiotica.org a conhecer a um amigo!!

Camberra, a cidade capital da Austrália, tem má reputação pois a maioria dos australianos considera-a aborrecida, convencida e, no mínimo, politicamente correcta.

A maioria dos seus 300000 residentes não parece preocupada com a sua reputação, pois as políticas ambientais progressistas da cidade resultaram em vastos espaços públicos e corredores ecológicos que permitem a sobrevivência da sua fauna selvagem.

Mas as novas emendas à Domestic Animals Act (Lei dos Animais Domésticos) podem acrescentar ainda uma outra vertente à política ecológica, impedindo certos nossos amigos peludos de aproveitar ao máximo o espaço australiano.

A nova lei, ainda em debate na Assembleia Nacional da capital australiana, irá exigir que todos os gatos dos subúrbios de Camberra de Forde e Bonner permaneçam dentro de casa ou em cercados.

Os donos de gatos que pretendam passar a viver nos novos subúrbios precisarão de implantar nos seus animais de estimação microchips de identificação, logo se os animais forem encontrados fora de portas os seus donos enfrentam uma multa até 1000 dólares australianos.

"A capital da nação tem a sorte de ainda apresentar zonas bravias intercaladas com zonas urbanizadas", diz Jon Stanhope, ministro do Australian Capital Territory (ACT). "Pela primeira vez, o governo do ACT decidiu que a sensibilidade das reservas adjacentes às zonas urbanizadas é suficiente para garantir medidas especiais no respeito à contenção dos gatos."

A política proposta tem como objectivo proteger a vida selvagem das reservas naturais próximas de Mulligan's Flat e Goorooyarroo. As reservas são lar de muitas espécies vulneráveis de aves e fornecem habitat para um tipo de lagarto ameaçado de extinção e para várias outras espécies de répteis e anfíbios.

O governo decidiu agir após um estudo ter mostrado que três quartos dos gatos da capital caçarem espécies selvagens em alguma altura da sua vida. "Também sabemos que é mais provável que os gatos matem uma proporção maior de animais nativos em reservas do que em áreas urbanas", explica Stanhope.

Apesar do plano poder parecer extremo para alguns donos de gatos, os conservacionistas locais não acham que o suficiente. Eles preferiam que os gatos fossem completamente banidos da zona, em vez de permitir que se cheguem perto de zonas que alojam aves que nidificam no solo.

 

"O declínio que se nota nas aves das florestas é particularmente preocupante na zona de Camberra, onde seis espécies de aves ameaçadas enfrentam desafios à sobrevivência substanciais", escreveram os grupos conservacionistas e os departamentos de planeamento e ambiente numa petição enviada à Assembleia Legislativa.

O Conservation Council of the South East Region and Canberra, um grupo de defesa do ambiente importante na zona, teria preferido que os novos empreendimentos fossem declarados zona livre de gatos. "Nós defendíamos uma proibição declarada da presença de gatos, mas o governo considerou essa situação legislativamente difícil, logo optámos pela contenção dos animais", explica Trish Harrup, directora-executiva da organização.

A organização desenvolveu esforços para alterar a opinião pública em relação a um sem número de opções relativas à manutenção de animais domésticos, incluindo a sua contenção. Ficaram surpreendidos com o nível de apoio recebido em relação ao impedir os gatos de vaguear sem controlo.

"Muitas pessoas não gostam de gatos por cá, devido ao impacto que têm nas suas vidas", diz Harrup. "Mas mesmo os donos de gatos mostraram o seu apoio, pois a contenção é boa para os seus animais. Haverá menos possibilidade de serem atropelados ou atacados por outros animais ou mesmo estar expostos a doenças."

Os subúrbios ainda estão na fase de planeamento, dando ao governo local tempo para considerar a forma como irá aplicar a nova lei, caso esta seja aprovada, refere Harrup. "Será preciso uma boa educação para que as pessoas façam o que é correcto, em vez de ficarmos a depender da lei para corrigir os maus comportamentos."

 

 

Saber mais:

Conservation Council of the South East Region and Canberra

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ simbiotica.org, 2005


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com