2005-07-21

Subject: Pica-pau bico de marfim sob escrutínio

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the Wild

Este boletim é mantido por simbiotica.org, uma rede simbiótica de Biologia e Conservação da Natureza

mantenha-se informado das últimas novidades e troque ideias com todos os que fazem parte desta rede!

 

Em destaque:

Pica-pau bico de marfim sob escrutínio

 

  Questões ou comentários para: webmaster@simbiotica.org

Dê a rede simbiotica.org a conhecer a um amigo!!

Uma equipa de peritos em aves está a questionar a alegada descoberta de um pica-pau bico de marfim, uma espécie que até recentemente estava considerada extinta.

Os conservacionistas e os amantes de aves ficaram encantados quando em Abril passado um vídeo, apresentado na revista Science, pareceu mostrar um pica-pau bico de marfim Campephilus principalis no estado americano do Arkansas.

Esta majestosa ave nunca mais tinha sido confirmadamente avistada nos Estados Unidos desde 1944. Tinha desaparecido ao mesmo tempo que o seu habitat de floresta densa foi sendo abatido, tornando esta ave um dos símbolos da herança natural perdida do país.

Os pica-paus bico de marfim e pileato são muito semelhantes 

Agora uma equipa de ornitólogos, liderada por Richard Prum da Universidade de Yale, Connecticut, planeia relatar o que considera um caso de identidades trocadas. A ave descrita na Science, referem os peritos, não é um pica-pau bico de marfim mas um seu parente não ameaçado, o pica-pau pileato Dryocopus pileatus.

A equipa de Prum inclui a autoridade máxima em pica-paus bico de marfim, Jerome Jackson da Universidade da Florida Gulf Coast em Fort Myers, que desde há décadas tem sido incapaz de documentar um avistamento. "Tenho sérias dúvidas acerca do relatório da Science", refere ele numa entrevista à revista Nature em Maio passado, antes da equipa iniciar o seu próprio relatório.

Prum e os seus colegas escrutinaram um vídeo recolhido por uma equipa da Universidade de Cornell nos pântanos arborizados a leste de Little Rock, Arkansas. Estudos detalhados do tamanho e marcas brancas da ave do vídeo sugerem que se pode tratar de um pica-pau pileato e não de um bico de marfim, dizem eles. A equipa de Cornell também considerou esta hipótese mas descartou-a.

O vídeo crucial inclui uma secção com quatro segundos em que a ave levanta voo de uma árvore em Abril de 2004. Como a câmara estava montada na proa de uma canoa, as imagens são frustrantemente desfocadas.

 

Prum recusa-se a discutir os detalhes do seu manuscrito até que este seja publicado na revista PLoS. O terceiro autor do artigo é Mark Robbins, ornitólogo da Universidade do Kansas em Lawrence, e membro da American Birding Association, responsável pela confirmação dos avistamentos de espécies de aves.

John Fitzpatrick, o ornitólogo da Universidade de Cornell que liderou o estudo publicado na revista Science, também recusou comentar a situação. A PLoS planeia publicar a resposta da equipa de Cornell e um novo artigo da equipa de Prum. Os três artigos devem estar disponíveis online dentro de um mês.

O artigo da Science também incluiu sete avistamentos feitos por membros da equipa de Cornell entre Fevereiro de 2004 e Fevereiro de 2005 na zona do rio Cache e da reserva natural de White River. Mas é facto que as observações visuais podem ser suspeitas e surgem entre milhares de horas de observação em que não houve avistamentos.

A análise de Prum pode ter implicações significativas tanto do ponto de vista político como de biologia da conservação. A administração Bush e os republicanos do Congresso estão a pressionar para que seja reduzida a protecção de espécies ameaçadas, fornecida pela Endangered Species Act.

Desde há mais de 30 anos que esta legislação tem protegido plantas e animais ameaçados, enfurecendo muitos interesses comerciais e imobiliários. O pica-pau bico de marfim está sob a alçada dessa lei.

Em Abril, após a alegada redescoberta do pica-pau, o Departamento de Agricultura americano redireccionou cerca de $10 milhões de outros projectos para a conservação do habitat da ave. O anúncio também desencadeou um fluxo turístico para o Arkansas rural, com os entusiastas da observação de aves a tentar avistar o animal.

 

 

Saber mais:

Ivory billed woodpecker

30 anos de protecção a espécies ameaçadas

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ simbiotica.org, 2005


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com