2005-06-29

Subject: Ambientalistas contra projecto de fusão em França

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the Wild

Este boletim é mantido por simbiotica.org, uma rede simbiótica de Biologia e Conservação da Natureza

mantenha-se informado das últimas novidades e troque ideias com todos os que fazem parte desta rede!

 

Em destaque:

Ambientalistas contra projecto de fusão em França

 

  Questões ou comentários para: webmaster@simbiotica.org

Dê a rede simbiotica.org a conhecer a um amigo!!

Os ambientalistas responderam de forma agastada à notícia do acordo para a construção do primeiro reactor de fusão nuclear em França, um projecto que a Greenpeace designou um ridículo esbanjar de dinheiro.

Os defensores do projecto dizem que este pode um dia fornecer energia barata e inesgotável mas os críticos consideram que ainda estamos a muitos anos de tal cenário, se é que ele será exequível. 

"Num momento em que se reconhece universalmente que temos que reduzir as emissões de gases de efeito de estufa até 2050, a Greenpeace considera ridículo usar recursos e milhares de milhões de euros neste projecto", refere a organização num comunicado.

A França derrotou uma oferta rival do Japão para alojar o reactor experimental de 10 mil milhões de euros em Cadarache. O presidente francês Jacques Chirac congratulou-se com a notícia, considerando-o um grande sucesso para a França.

A França tem sido um grande produtor de energia nuclear desde o choque petrolífero da década de 70 do século passado e tem 58 reactores nucleares, mais do que qualquer outro país do mundo, com excepção dos Estados Unidos.

"Porque insiste a França em seguir uma opção energética danosa para o ambiente, que nem deve funcionar no curto prazo, quando já existem opções ecologicamente aceitáveis?", questiona-se o responsável pela campanha anti-nuclear da Greenpeace em França, Frederic Marillier.

Sortir du Nucleaire, uma união de 718 grupos anti-nuclear refere que o projecto é "um buraco negro financeiro" e descreveu a tecnologia que usa como "inútil". 

O projecto ITER (International Thermonuclear Experimental Reactor) é financiado pela China, União Europeia, Japão, Coreia do Sul e Estados Unidos e pretende imitar a forma como o Sol produz energia, potencialmente tornando-se uma fonte inesgotável de energia barata, usando água do mar como combustível.  

 

Outras Notícias:

Mulheres indianas despem-se para enganar a polícia

Mulheres estão a despir-se na floresta da zona do leste da Índia como forma de distrair a polícia e ajudar um grupo de criminosos a evitar a cadeia como consequência de abater ilegalmente árvores.

Algumas das mulheres pertencem à chamada mafia madeireira do densamente florestado estado de Jharkhand, enquanto outras são pagas para se despir completamente em frente aos agentes da polícia local, que ficam tão embaraçados que nem as prendem ou tão distraídos com o espectáculo que não perseguem os bandidos, refere um jornal local.

"Está a ser muito complicado lidar com estas mulheres", explica o guarda florestal de Jharkhand, B.K. Singh. "Já se está a tornar uma prática vulgar o despirem-se perante nós."

O coberto florestal da Índia tem vindo a desaparecer devido ao abate ilegal de árvores que decorre desde há várias décadas. Os que são apanhados a cortar uma árvore enfrentam uma pena de prisão de um ano, uma multa de 5000 rupias (€120) ou ambas. 

Apenas 21% do território indiano está coberto de floresta actualmente, comparado com a área recomendada de 33%, indicada por agências internacionais de conservação. 

 

 

Saber mais:

Iter

Iter, Cadarache

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ simbiotica.org, 2005


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com