2005-06-05

Subject: Um mundo em alteração revelado em atlas da UNEP

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the Wild

Este boletim é mantido por simbiotica.org, uma rede simbiótica de Biologia e Conservação da Natureza

mantenha-se informado das últimas novidades e troque ideias com todos os que fazem parte desta rede!

 

Em destaque:

Um mundo em alteração revelado em atlas da UNEP

 

  Questões ou comentários para: webmaster@simbiotica.org

Dê a rede simbiotica.org a conhecer a um amigo!!

As nações Unidas compilaram um atlas das alterações ambientais, revelando as dramáticas transformações que estão em curso no nosso planeta.

O atlas compara e revela os contrastes através de imagens de satélite recolhidas ao longo das últimas décadas com as mais recentes.

As imagens salientam com vívidos detalhes as impressionantes transformações que alguns locais do planeta sofreram, seja através da desflorestação, da urbanização ou das alterações climáticas.

O atlas foi agora publicado, para celebrar o Dia Mundial do Ambiente, que se comemorou ontem, cinco de Junho. 

O Programa Ambiental das Nações Unidas (UNEP) produziu o atlas "One Planet Many People: Atlas of our Changing Environment" (Um planeta, muitas pessoas: atlas de nosso ambiente em transformação) em colaboração com outras agências relacionadas com o ambiente, como o US Geological Survey e a Agência Espacial Americana (NASA).

Entre as muitas transformações salientadas no atlas estão o aumento verdadeiramente espantoso do número de estufas agrícolas no sul de Espanha, a rápida subida da aquacultura de camarão na Ásia e América Latina e o surgimento de uma península gigante na foz do rio Amarelo na China, construída através do transporte de sedimentos pelas águas do rio mais lamacento do mundo.

Os efeitos do retrocesso dos glaciares nas montanhas e nas regiões polares, desflorestação na América do Sul e fogos florestais através de toda a África sub-sahariana são também revelados no atlas agora publicado.

O Dia Mundial do Ambiente deste ano, que teve o centro das comemorações em San Francisco na Califórnia, teve como tema central a forma de tornar as cidades mais amigas do ambiente e mais eficientes na gestão dos recursos.

"A batalha por um desenvolvimento sustentável e por um mundo mais estável do ponto de vista ambiental e mais saudável e justo vai ser largamente ganha ou perdida nas nossas cidades", disse Klaus Toepfer, director executivo da UNEP.

"As cidades utilizam quantidades imensas de recursos, como água, comida, madeira, metais e pessoas. Exportam vastas quantidades de resíduos, onde se incluem detritos domésticos e industriais, esgotos e gases associados ao aquecimento global e ao efeito de estufa. Por tudo isto, o seu impacto vai bem para além das suas fronteiras físicas, afectando países, regiões e mesmo o planeta como um todo."

 

Imagens de satélite mostram as dramáticas alterações que o nosso planeta tem sofrido, por acção humana, nas últimas décadas. Clique aqui para ver algumas dessas imagens na BBC online.

A UNEP estima que mais de 60% da população mundial viva em cidades até 2030, pelo que aproveitou este dia para promover uma série de acções de sensibilização para as questões ambientais e várias iniciativas de plantação de árvores e de limpeza de resíduos.

Em San Francisco, presidentes de câmara de mais de 50 cidades de todo o mundo, incluindo Xangai, Kabul, Sydney e Roma assinaram um projecto que pretende criar novos standards de planeamento citadino. 

Relativamente aos outros eventos, promoveu-se a plantação de árvores ao longo da costa do Sri Lanka, uma proibição da circulação automóvel no porto grego de Zakynthos e a limpeza das praias da faixa de Gaza. 

Quase metade do mundo já vive em cidades e um terço dessas pessoas sobrevive em bairros da lata e outros locais sem qualquer tipo de condições, principalmente nos países do terceiro mundo. 

A poluição do ar é um problema muito grave nas cidades, onde mais de meio milhão de pessoas morrem devido à inalação de partículas e de dióxido de enxofre, produzidos essencialmente pela queima de combustíveis fósseis pelos veículos motorizados.

Quatro quintos dos gases associados ao aquecimento global são produzidos pelas cidades, revela a UNEP. 

O Dia Mundial do Ambiente foi estabelecido pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 1972, para assinalar a abertura da Conferência de Estocolmo sobre o Ambiente e o Homem. Celebra-se, desde então, todos os anos a cinco de Junho.

 

 

Saber mais:

UNEP

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ simbiotica.org, 2005


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com