2005-05-24

Subject: Austrália avisa Japão acerca de caça à baleia

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the Wild

Este boletim é mantido por simbiotica.org, uma rede simbiótica de Biologia e Conservação da Natureza

mantenha-se informado das últimas novidades e troque ideias com todos os que fazem parte desta rede!

 

Em destaque:

Austrália avisa Japão acerca de caça à baleia 

 

  Questões ou comentários para: webmaster@simbiotica.org

Dê a rede simbiotica.org a conhecer a um amigo!!

A Austrália está a aumentar a intensidade da campanha diplomática para persuadir o Japão a desistir dos seus planos para aumentar a caça comercial à baleia.

Os activistas de defesa dos mamíferos marinhos consideram que o Japão já é responsável pela morte de um número excessivo de baleias.

Segundo um acordo internacional, existe uma moratória sobre a caça à baleia mas ainda é possível matar alguns animais para investigação científica. Os oponentes à caça à baleia consideram que o Japão se está a aproveitar deste aspecto técnico do acordo para matar centenas de cetáceos e vender a sua carne.

Relatórios de organizações internacionais referem que o Japão pretende, agora, passar a matar praticamente o dobro do número de baleias que caçou em todo o ano passado.

O primeiro-ministro australiano John Howard veio a público revelar que escreveu ao seu homólogo japonês Junichiro Koizumi, para lhe dar a conhecer que os novos métodos de investigação tornam a morte de baleias desnecessária.

Howard disse a Koizumi que esperasse grande consternação por parte do público, em todo o mundo, se o número de baleias mortas aumentasse.

"Existem evidências claras de que o interesse público na saúde e bem-estar continuados das baleias é enorme, e não só na Austrália mas em todo o mundo, logo o aumento da caça à baleia daria origem a protestos generalizados", escreveu ele.

Mas a Agência Japonesa das Pescas já explicou que o país tenciona continuar com a caça à baleia, que define como com fins científicos.

"A nossa posição sobre a caça à baleia com fins científicos não irá ser mudada com base em pressões de estrangeiros", explica Takanori Nagatomo, director adjunto da Divisão de Pesca Longínqua da Agência. "Estamos a realizar uma caça à baleia científica para recolher dados científicos que nos permitam retomar a caça à baleia com fins comerciais."

 

Espera-se que o Japão apresente os seus planos para aumentar a caça à baleia na reunião anual da Comissão Internacional de Caça à Baleia (IWC), a realizar na Coreia do Sul no próximo mês.

O programa japonês de caça à baleia com fins científicos tem causado controvérsia desde o seu surgimento, em 1987, apenas um ano depois de a Comissão ter proibido a caça comercial.

Os críticos dizem que o Japão está a usar a desculpa da investigação científica sobre baleias como pretexto para continuar a vender, e a comer, carne de baleia.

A carne de baleia é considerada uma iguaria no Japão, e o governo japonês continua a defender que a tradição é uma parte importante da herança cultural da nação.

Os cientistas japoneses alegam que necessitam de matar as baleias para recolher dados rigorosos acerca da idade dos cetáceos, seus hábitos de alimentação e outros detalhes, bem como forma de sustentar o seu ponto de vista de que algumas espécies de baleia, como as anãs ou minke, estão a consumir enormes quantidades de recursos pesqueiros. 

 

 

Saber mais:

IWC

Institute of Cetacean Research

World Society for the Protection of Animals

Após 20 anos, carne de baleia volta às escolas japonesas

Baleias Ilibadas na competição com pescadores 

Japão planeia criação de aliança pró-caça à baleia

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ simbiotica.org, 2005


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com