2005-05-16

Subject: Álcool atinge cérebro da mulher mais fortemente

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the Wild

Este boletim é mantido por simbiotica.org, uma rede simbiótica de Biologia e Conservação da Natureza

mantenha-se informado das últimas novidades e troque ideias com todos os que fazem parte desta rede!

 

Em destaque:

Álcool atinge cérebro da mulher mais fortemente

 

  Questões ou comentários para: webmaster@simbiotica.org

Dê a rede simbiotica.org a conhecer a um amigo!!

As mulheres parecem sofrer maiores danos cerebrais causados pela bebida que os homens, mesmo após um pequeno período de abuso da substância, diz uma equipa de investigadores alemães.

Uma equipa liderada por Karl Mann, investigador de dependências da Universidade de Heidelberg, comparou imagens dos cérebros de 34 homens e 42 mulheres alcoólicos, bem como mais de 30 membros saudáveis de cada sexo.

Apesar de a dependência das alcoólicas ser de apenas 5,5 anos em média, as imagens de tomografia computadorizada revelaram que sofriam dos mesmos danos cerebrais que os homens, que eram alcoólicos em média há 10,4 anos.

As mulheres bebiam um pouco menos que os homens (13 bebidas por dia, quando comparadas com as 17 dos homens) mas quando se tem em conta o peso corporal, a quantidade de álcool consumida é equivalente, diz Mann. Tanto os homens como as mulheres viciados perderam uma percentagem do seu volume cerebral total, um efeito bem conhecido do abuso do álcool.

Outros estudos também já tinham sugerido que as mulheres sofrem mais depressa os efeitos do abuso de álcool. Os efeitos negativos incluem problemas cardíacos, degeneração da musculatura esquelética e doenças do fígado. 

Agora, diz Mann, parece que também está demostrado que sofrem os danos cerebrais com igual rapidez. Apesar do facto de as mulheres terem tendência para começar a beber mais tarde, consumirem menos e serem menos propensas a desenvolver uma dependência do álcool que os homens, parecem sofrer mais rapidamente se se tornam alcoólicas.

O estudo também dá boas notícias, apesar de tudo, para os que têm uma tendência para a garrafa. Após seis semanas de abstinência, a atrofia cerebral reverte parcialmente em ambos os sexos. 

Pode haver outras explicações para os resultados, salienta Catherine Vidal, neurocientista da French Atomic Energy Commission em Fontenay aux Roses, nos arredores de Paris. Talvez os cérebros das mulheres não continuassem a deteriorar-se, mesmo após outros cinco anos de bebida, diz ela.

 

Alexander Diehl, um dos autores do estudo, reconhece este ponto fraco nas suas conclusões. Ele diz que o próximo passo será comparar os cérebros de mulheres e homens que sejam alcoólicos ao longo do mesmo período de tempo, para verificar se o cérebro da mulher encolhe sempre à taxa mais acelerada.

Outros factores podem explicar porque os cérebros são afectados de forma diferente, diz Vidal. "Alguém que bebe apenas whisky terá provavelmente um perfil diferente de alguém que bebe apenas vinho branco", diz ela. Os homens e as mulheres têm tendência para beber coisas diferentes e em tempos diferentes.

As mulheres jovens bebem cada vez mais actualmente, revela um estudo publicado a 2 de Maio pela empresa de sondagens inglesa Datamonitor. O consumo de álcool pelas mulheres entre os 18 e os 24 anos de idade subiu, em média, de 110 litros por pessoa em 1999 para 148 litros em 2004, tanto na Europa como nos Estados Unidos.

As mulheres inglesas estão no topo da lista da União Europeia e, se a tendência actual se mantiver, em 2009 consumirão o equivalente a três copos grandes de vinho por dia, ou seja, 291 litros de álcool por ano. 

 

 

Saber mais:

National Institutes on Alcohol Abuse and Alcoholism- women and drinking

Research Society on Alcoholism

Department of Addictive Behaviour and Addiction Medicine , University of Heidelberg

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ simbiotica.org, 2005


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com