2005-05-09

Subject: Dinossauro predador virou vegetariano

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the Wild

Este boletim é mantido por simbiotica.org, uma rede simbiótica de Biologia e Conservação da Natureza

mantenha-se informado das últimas novidades e troque ideias com todos os que fazem parte desta rede!

 

Em destaque:

Dinossauro predador virou vegetariano

 

  Questões ou comentários para: webmaster@simbiotica.org

Dê a rede simbiotica.org a conhecer a um amigo!!

Caçadores de fósseis que trabalhavam no poeirento deserto do estado americano do Utah descobriram um dinossauro em plena transição de carnívoro para vegetariano. A espécie agora descoberta viveu há cerca de 130 M.a. e mostra todas as marcas de adaptação a uma dieta de folhas.

A espécie, baptizada Falcarius utahensis, pertence a um grupo de dinossauros conhecido por terizinossauróides, que têm sido considerados, de modo geral, herbívoros. Mas o fóssil agora descoberto, o mais primitivo dos terizinossauróides até à data, parece ter sobrevivido com uma dieta mista de carne e vegetais.

A equipa de investigadores, liderada por James Kirkland do Utah Geological Survey de Salt Lake City, descobriu um crânio, ossos da pélvis e dos membros da espécie na zona de Cedar Mountain no leste do Utah. Da análise do fóssil, concluíram que o F. utahensis tinha andar bípede, alcançava mais de um metro de altura e media cerca de 4 metros de comprimento.

Os dentes do animal têm uma forma que parece adaptada a rasgar folhas, relatam os investigadores. Dentes semelhantes podem ser encontrados nas iguanas modernas, por exemplo, uma família de répteis com uma dieta igualmente variada.

O Falcarius utahensis também apresenta uma pélvis ligeiramente alargada, salienta a equipa de Kirkland, que seria necessária para acomodar o intestino mais longo, necessário para extrair nutrientes de matéria vegetal.

No entanto, os membros do dinossauro revelam ainda as adaptações para comer carne. Os ossos da coxa são mais longos que os da perna, sugerindo que conseguia correr a uma velocidade impressionante. "As patas ainda estão adaptadas a correr atrás das presas", explica Kirkland. Terizinossauróides posteriores têm ossos da perna mais longos, sugerindo que se deslocavam como aves pernaltas.

 

A mudança para o vegetarianismo é surpreendente, diz Paul Barrett, que estuda dinossauros no Museu de História Natural de Londres. Os terizinossauróides pertencem a um grupo maior de dinossauros conhecidos por terápodes e muitos deles são famosos pela sua capacidade de capturar uma refeição de carne.

"Ninguém compreende o motivo porque os terápodes reverteriam para a herbivoria quando eram predadores tão eficazes", diz Barrett. "É um verdadeiro mistério." Talvez certos dinossauros tenham sido empurrados para um percurso evolutivo em direcção ao vegetarianismo por viverem em zonas onde não havia competição com outros herbívoros, sugere ele.

A dieta do Falcarius utahensis não é o seu único ponto de interesse, acrescenta Kirkland, o seu lar norte-americano também uma surpresa. Até agora, os terizinossauróides apenas tinham sido encontrados na China, levando os peritos a considerar que a sua origem seria nesse país.

"Este grupo era considerado quase exclusivamente asiático", diz Kirkland. "Descobrir o membro mais primitivo do grupo no Utah levanta sérias dúvidas quanto a isso." Neste momento a equipa suspeita que os terizinossauróides vagueariam por todo o hemisfério norte. 

 

 

Saber mais:

Natural History Museum

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ simbiotica.org, 2005


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com