2005-04-07

Subject: Um quarto dos primatas enfrenta a extinção

News of the Wild

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the  Wild

Este boletim é mantido pelo site Born to be Wild, em colaboração com o site educativo À Descoberta da Vida,              para que não esqueça o seu lado selvagem ...

 

Em destaque:

Um quarto dos primatas enfrenta a extinção

 

  Questões ou comentários para: borntobewild@sapo.pt

Dê os sites Born to be Wild/À Descoberta da Vida a conhecer a um amigo!!

Os primatas de maior sucesso do planeta Terra, os humanos, estão prestes a extinguir perto de um quarto das suas 625 espécies aparentadas, revela um estudo agora conhecido.

Centenas de espécies de grandes símios, macacos e lémures estão em risco de se tornarem as primeira extinções de primatas em perto de um século, alerta a associação conservacionista Primates in Peril.

O relatório agora publicado recebeu o contributo de 50 dos mais conceituados especialistas da Conservation International e outras organizações conservacionistas.

Segundo ele, a perda de habitat e a caça excessiva está a devastar o efectivo populacional de muitas espécies.

O relatório enumera o top 25 dos primatas criticamente ameaçados, anunciando que sem uma acção imediata grandes símios como o orangutango de Sumatra e o gorila da África central podem desaparecer completamente.

"Se juntássemos todos os indivíduos que restam das 25 espécies de primatas desta lista dos criticamente ameaçados e lhes déssemos assento num estádio de futebol, cabiam todos", diz Russell Mittermeier, presidente da Conservation International.

O relatório exige acção imediata para controlar a destruição causada pelos agricultores e madeireiros nas florestas onde vivem primatas, bem como para acabar com o desenfreado comércio de carne selvagem e medicamentos exóticos feitos com partes do corpo de animais.

"Se não fizermos nada, até um quarto de todas as espécies de primatas existentes actualmente terão desaparecido em apenas 20 anos", diz Mittermeier.

 

Das quatro regiões globais habitadas por primatas, a que se encontra em pior estado é Madagáscar, onde a perda de habitat devido aos métodos tradicionais de agricultura com abate e queima de florestas tem deixado algumas espécies de lémures, como o sifaka de Perrier, isoladas em minúsculas ilhas de floresta.

Mais de metade dos lémures de Madagáscar encontram-se à beira da extinção.

O langur de cabeça dourada do Vietname e o gibão de Hainan da China estão reduzidos a algumas dúzias de indivíduos e o lóris de Horton Plains do Sri Lanka apenas foi avistado quatro vezes desde 1937.

Mas apesar do declínio acentuado do número de indivíduos, nenhuma espécie de primatas se extinguiu no último século. "Espantosamente, conseguimos atravessar todo o século XX sem extinguir nenhum primata", diz Mittermeier. "Gosto de pensar que isto se deve a mais e melhores esforços de conservação."

 

 

Saber mais:

Conservation International

Bonobos em risco eminente

Orangutango pode extinguir-se em 20 anos

"Carne selvagem" ameaça diversidade

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ Born to be Wild & À Descoberta da Vida, 2005


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com