2005-03-27

Subject: Elefantes aprendem através da imitação

News of the Wild

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the  Wild

Este boletim é mantido pelo site Born to be Wild, em colaboração com o site educativo À Descoberta da Vida,              para que não esqueça o seu lado selvagem ...

 

Em destaque:

Elefantes aprendem através da imitação

 

  Questões ou comentários para: borntobewild@sapo.pt

Dê os sites Born to be Wild/À Descoberta da Vida a conhecer a um amigo!!

Os elefantes aprendem alguns dos seus chamamentos através da imitação, relatam os cientistas na última edição da revista Nature. Estes animais são o único mamífero terrestre, para além dos primatas, capazes de inegavelmente copiar sons.

A descoberta foi feita quando um elefante órfão chamado Mlaika, que vive perto de uma estrada, foi observado a emitir uma série de sons convincentemente parecidos com camiões.

Em situações normais, a imitação vocal é provavelmente usada para cimentar os laços entre os elefantes, acrescentam os cientistas.

"Os elefantes podem estar a usar a sua capacidade de aprender para desenvolver vocalizações semelhantes às dos outros membros do grupo", diz a principal autora do estudo Joyce Poole, do Amboseli Elephant Research Project, no Quénia.

A imitação vocal já tinha sido observada em aves e mamíferos marinhos, bem como em primatas. Poole acredita que este comportamento terá evoluído para ajudar a manter os laços entre os indivíduos de um ambiente social fluido. Por outras palavras, ajuda dois indivíduos a permanecer socialmente próximos, apesar das suas idas e vindas no grupo. 

"Pode ser, por exemplo, que as mães e as filhas tenham vozes semelhantes", diz Poole. "E essa pode ser a forma como se reconhecem uns aos outros, no meio de tantas vozes."

Apesar dos barritos dos elefantes serem reconhecidamente sofisticados e variados, o fenómeno da imitação vocal nunca tinha sido observado antes de Mlaika o usar de forma tão criativa.

O elefante fêmea com 10 anos vive com um grupo de outros animais órfãos num estado de semi-cativeiro em Tsavo no Quénia. Os camiões são muitas vezes audíveis do seu curral nocturno, localizado a cerca de 3 Km da auto-estrada Nairobi-Mombasa.

Os cientistas analisaram os seus barritos pouco habituais e descobriram que se assemelhavam fortemente aos sons produzidos pelos camiões, tanto em frequência como em padrão.

 

"Estas descobertas deixaram-se extasiado, porque nenhum outro mamífero terrestre, para além dos primatas, era conhecido por ser capaz de imitar sons", diz o co-autor do estudo Peter Tyack, da Woods Hole Oceanographic Institution, geralmente associada a estudos com baleias. "Aves, morcegos, golfinhos e baleias já se sabia que o faziam mas saber que um grupo tão diferente de animais é capaz de aprendizagem vocal é fascinante."

Depois de estudar Mlaika, os investigadores também descobriram uma imitação irregular noutro elefante.

Calimero é um elefante macho com 23 anos que passou grande parte da sua vida num jardim zoológico suíço, juntamente com elefantes asiáticos, que produzem um "chilrear" muito característico e único. Calimero também produz os "chilreios" e não os sons profundos e retumbantes dos seus parentes africanos.

"Será muito interessante verificar se os grupos de elefantes africanos têm dialectos diferentes", diz Poole. "Mas por enquanto ainda não o sabemos."

Tyack acrescenta: "O nosso trabalho demonstra a imitação e a aprendizagem vocal mas apenas abre a porta para uma nova área de fascinante investigação, onde se tentará perceber porque motivo os elefantes desenvolveram esta capacidade rara."

 

 

Saber mais:

Nature

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ Born to be Wild & À Descoberta da Vida, 2005


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com