2003-11-17

Subject: mamíferos marinhos vítimas da guerra ao "eixo do mal"

News of the Wild

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the  Wild

Este boletim é mantido pelo site Born to be Wild, para que não esqueça o seu lado selvagem ...

 

Em destaque:

mamíferos marinhos vítimas da guerra ao "eixo do mal"

 

  Questões ou comentários para: borntobewild@clix.pt

Dê o site Born to be Wild a conhecer a um amigo!!

 

A campanha para proteger os mamíferos marinhos da acção do sonar de alta frequência e outros dispositivos humanos que tem sido levada a cabo por numerosas organizações conservacionistas americanas sofreu um severo revés na semana passada, com a aprovação de uma nova lei pelo senado americano.

Com o pretexto da protecção da segurança nacional, a administração Bush chantageou a Comissão sobre as Forças Armadas do senado a aprovar uma lei que faz retroceder 30 anos a protecção aos mamíferos marinhos. Esta lei isenta os militares de cumprir directrizes centrais da Marine Mammal Protection Act e da Endangered Species Act. 

Os activistas opuseram-se veementemente, trabalhando com afinco para fornecer aos membros do senado os factos e tentar convencer os senadores mais hesitantes. No entanto, apesar de bastante perto de conseguirem resultados, não conseguiram evitar que a Casa Branca vencesse, utilizando o argumento da necessidade militar em tempo de guerra. 

 

 

 

Com estas isenções, os militares americanos podem agora importunar e matar baleias, golfinhos e outros mamíferos marinhos com o radar de alta intensidade e explosivos subaquáticos. As forças armadas americanas já não estarão limitadas a matar ou ferir "um pequeno número" de animais. Podem, ainda, destruir o habitat de aves e mamíferos ameaçados que vivem nos 25 milhões de acres de terra sob jurisdição do Pentágono. 

A administração Bush alega que estes passos drásticos são necessários porque as leis ambientais estão a impedir a preparação da guerra ao eixo do mal, mas mesmo o director da agência ambiental americana já confirmou nem uma única missão de treino foi atrasada ou cancelada devido a restrições ambientais. Pode-se assim concluir que esta administração está a aproveitar a guerra no Iraque para dar ao Pentágono o que este sempre quis: carta branca para usar e abusar do meio ambiente e ferir ou matar mamíferos marinhos, entre outras espécies protegidas. 

É representativo da atitude perante o ambiente desta administração americana que a lei agora aprovada seja ainda mais destrutiva para os mamíferos marinhos do que o próprio Pentágono exigia. 

Esta lei, no entanto, não deverá afectar a aplicação da restrição do uso do sonar de alta frequência pela marinha americana em 75% dos oceanos, ganha em Agosto deste ano. 

No entanto, a batalha não está já perdida, embora possa ser muito demorada, pois mais de 80% dos americanos não consideram correcto que o Pentágono esteja acima das leis ambientais. Estes combates judiciais são onerosos, pelo que se puder contribua online visitando a seguinte ligação:

 https://www.savebiogems.org/donate/lfa1103.asp

 

 

Saber mais:  

NRDC.org

Whale deaths caused by US Navy's sonar

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja receber o boletim Born to be Wild clique aqui!!

Respeitar os animais é respeitarmo-nos a nós próprios!

@ Born to be Wild, 2003


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com