2005-02-24

Subject: Tsunami devasta conservação de tartarugas

News of the Wild

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the  Wild

Este boletim é mantido pelo site Born to be Wild, em colaboração com o site educativo À Descoberta da Vida,              para que não esqueça o seu lado selvagem ...

 

Em destaque:

Tsunami devasta conservação de tartarugas

 

  Questões ou comentários para: borntobewild@sapo.pt

Dê os sites Born to be Wild/À Descoberta da Vida a conhecer a um amigo!!

Tartarugas arrastadas para o interior foram devolvidas ao mar

O tsunami de Dezembro passado devastou os esforços para salvar as tartarugas do oceano Índico, com registo de muito do pessoal de conservação de campo morto ou desaparecido.

O Indian Ocean and South East Asian Marine Turtle Memorandum of Understanding une as nações da área no esforço de proteger estes ameaçados répteis marinhos e está chocado com os efeitos das ondas assassinas.

As instalações localizadas nos arquipélagos indianos de Andaman e Nicobar, no Sri Lanka e na Tailândia foram as mais fortemente atingidas, refere a perita em tartarugas e conservacionista Janki Lenin. 

As estações de investigação também sofreram estragos importantes, como a de Andaman and Nicobar Environment Trust em Campbell Bay na ilha de Grande Nicobarque foi totalmente devastada pelo tsunami. Seis dos sete membros do seu pessoal, incluindo quatro cientistas que estudavam tartarugas oliváceas de Ridley e tartarugas de couro, estão desaparecidos e presumem-se mortos. O único sobrevivente foi o assistente de campo Santosh Augu, encontrado após 17 dias.

O santuário marinho de Gahirmatha no estado do leste indiano de Orissa, um dos principais centros de conservação de tartarugas, foi um dos poucos a escapar aos danos. No entanto, os funcionários do departamento de fauna selvagem referem que, mesmo aí, as ondas atingiram as zonas de nidificação de Babubali e Agarnasi, levando à erosão das praias arenosas.

A praia de nidificação de Kosgoda na costa sul do Sri Lanka foi atingida por ondas de seis metros de altura. O Turtle Conservation Project (TCP) no local é gerido por 17 protectores de ovos locais, seis investigadores e alguns voluntários estrangeiros.

Todos, excepto três dos protectores de ovos, foram arrastados para o mar pelo tsunami. O escritório do TCP de Kosgoda, localizado a um quilómetro da costa, foi inundado e sofreu extensos danos a nível de equipamento. 

Dois outros locais de nidificação em Rekawa e Bundala ainda não foram devidamente avaliados e não se sabe a extensão dos danos.

 

Várias estações privadas de criação de tartarugas foram também afectadas, sendo centenas de répteis arrastados quando os tanques foram destruídos. Um operador privado no Sri Lanka perdeu cerca de 10000 ovos de tartaruga e várias centenas de juvenis. 

"O Turtle Conservation Project encontra força na participação da comunidade, é tempo de começar tudo de novo", diz Pankaj Seksaria do Kalpvriksh, um grupo indiano de protecção do ambiente.

Na Tailândia, três instalações de investigação sobre tartarugas foram fortemente afectadas. Em Koh Phra Thong, o projecto italiano de conservação Naucrates foi dizimado. Dois dos seus biólogos marinhos, Rebecca Clark do Canadá e Lisa Jones do Reino Unido, que trabalhavam na praia do Buda Dourado, foram arrastadas pelas ondas gigantes. Um fundo em sua memória foi criado como forma de continuar o trabalho de conservação em Naucrates.

Pelo menos 2000 tartarugas com idade entre dois meses e sete anos, parte de um programa de grande sucesso da marinha tailandesa, foram perdidas. Há registo de muitas tartarugas desaparecidas do Phuket's Marine and Coastal Resource Development and Research Institute.

O biólogo Kongkiat Kittiwattanawong considera que o tsunami pode conduzir a já reduzida população de tartarugas um passo mais perto da extinção, enquanto o zoólogo Sudeshna Mukherjee refere que as sobreviventes podem ter dificuldade em encontrar comida regularmente devido aos danos à vegetação.

Os países do oceano Índico estão a iniciar um programa especial de conservação para salvar as tartarugas, incluindo um esquema para proteger os seus locais de nidificação e alimentação. No entanto, tal não pode acontecer sem que se encontre pessoal para substituir os que desapareceram com o tsunami, e isso irá demorar tempo. 

 

 

Saber mais:

Indian Ocean and South East Asian Marine Turtle Memorandum of Understanding

Turtle Trax

Naucrates

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ Born to be Wild & À Descoberta da Vida, 2005


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com