2004-11-03

Subject: Indignação perante a morte de urso dos Pirinéus

News of the Wild

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the  Wild

Este boletim é mantido pelo site Born to be Wild, em colaboração com o site educativo À Descoberta da Vida, para que não esqueça o seu lado selvagem ...

 

Em destaque:

Indignação perante a morte de urso dos Pirinéus

 

  Questões ou comentários para: borntobewild@clix.pt

Dê o site Born to be Wild a conhecer a um amigo!!

 

Um dos últimos ursos que restam nos Pirinéus foi abatido por caçadores, para grande indignação dos ambientalistas franceses. A fêmea de 15 anos de idade, conhecida pelos guardas do parque como Cannelle, foi surpreendida com a sua cria de 10 meses no vale de Aspe por um grupo de caçadores de javalis.

Os caçadores alegam que dispararam em legítima defesa, esta segunda-feira, quando Cannelle atacou os seus cães e mordeu um deles, mas os ambientalistas acusam o grupo de procurar deliberadamente a zona reconhecidamente ocupada pelos ursos.

Cannelle era uma dos apenas 15 ursos castanhos que restam nos Pirinéus, montanhas que fazem fronteira entre a França e Espanha. A sua cria, cujo sexo é desconhecido,  fugiu dos caçadores mas os investigadores que seguiam o par temem pela sua sobrevivência sem a mãe. 

A polícia francesa da área de Pau referiu que os seis caçadores são de Urdos, localidade vizinha dos penhascos onde Cannelle tinha sido vista. A organização conservacionista Ligue Roc considera "uma caçada com cães num sector onde uma fêmea de urso foi vista é completamente indesculpável."

Outro grupo conservacionista, o Action Nature, emitiu um comunicado onde se lê: "Não existem circunstâncias atenuantes por trás deste acontecimento absolutamente catastrófico. Os organizadores desta caçada ao javali sabiam perfeitamente que Cannelle e a sua cria do ano estavam na área quando partiram para satisfazer o seu desejo de morte."

 

Bernard Place, presidente da Federação de Caçadores, comentou perante os meios de comunicação que estava estupefacto perante a morte da ursa. "Os caçadores tinham sido avisados de que havia um urso na zona", disse ele, "a caçada não deveria ter ocorrido."

A ira dos ambientalistas é ainda maior porque Cannelle era a última fêmea da região de linhagem pura dos Pirinéus. Apenas dois outros machos são indígenas, todos os restantes ursos da região foram importados da Eslovénia. Em toda a cadeia montanhosa restam três ou quatro fêmeas em idade de acasalar.

Tentativas para aumentar o efectivo de ursos, uma espécie protegida, trazendo animais de outras áreas da Europa tem enfrentado oposição por parte dos criadores de gado bovino e ovino, muitos dos quais são também caçadores.

Serge Lepeltier, ministro francês da ecologia e do desenvolvimento sustentado, pediu a realização imediata de um inquérito sobre as circunstâncias da morte de Cannelle. 

 

 

Saber mais:

Pyrenees National Park

Ligue Roc

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja receber o boletim Born to be Wild clique aqui!!

Respeitar os animais é respeitarmo-nos a nós próprios!

@ Born to be Wild & À Descoberta da Vida, 2004


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com