2004-08-13

Subject: Super-colónia de formigas descoberta na Austrália

News of the Wild

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the  Wild

Este boletim é mantido pelo site Born to be Wild, para que não esqueça o seu lado selvagem ...

 

Em destaque:

Super-colónia de formigas descoberta na Austrália

 

  Questões ou comentários para: borntobewild@clix.pt

Dê o site Born to be Wild a conhecer a um amigo!!

 

Foi descoberta uma colónia de formigas gigantesca, que se estende por mais de 100 Km, na cidade australiana de Melbourne, ameaçando as espécies locais de artrópodes. 

As formigas, importadas da Argentina, fazem parte da lista das 100 espécies animais mais invasivas a nível mundial. 

Apesar de no seu país natal continuarem a existir em formigueiros pequenos, as colónias australianas fundiram-se para criar uma super-colónia espantosa. As autoridades locais temem agora que a biodiversidade da área esteja ameaçada.

Elissa Suhr, da Universidade Monash, considera que a agressividade natural desta praga agora introduzida manteve o seu número sob controlo na Argentina. No entanto, a falta de diversidade genética das formigas encontradas na Austrália permitiu-lhes construir esta super-colónia.

Na Argentina, sua terra natal, as colónias de formigas atingem as dezenas de metros, são geneticamente diversificadas e altamente agressivas umas para as outras, explica Suhr. Assim, o efectivo populacional nunca "explode" e nunca se tornam uma ameaça para outras plantas e animais. 

Quando chegaram à Austrália, em 1939, ocorreu uma mudança na sua estrutura, que levou a alterações comportamentais e a uma redução de agressividade interna. O resultado é a formação de uma super-colónia.

 

Suhr considera que as formigas argentinas mataram as formigas locais e consumiram muitos outros insectos, colocando uma séria ameaça à biodiversidade nativa.

A Austrália não é o único país a ser invadido pelas formigas argentinas, refere Suhr. Na Califórnia, já afastaram as formigas locais, reduziram a biodiversidade, afectaram a dispersão de sementes e até reduziram o número de lagartos da área.

Os cientistas australianos estão a estudar as colónias de Perth e Adelaide para ver se partilham a mesma estrutura genética e comportamental que as formigas de Melbourne. Se assim for, uma super-colónia de milhares de quilómetros pode estender-se por todo o sul da Austrália. 

 

 

Saber mais:

Monash University

Formigas doidas enfrentam a morte

Formigas sul-americanas - combater fogo com fogo

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja receber o boletim Born to be Wild clique aqui!!

Respeitar os animais é respeitarmo-nos a nós próprios!

@ Born to be Wild, 2004


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com