2004-08-04

Subject: "Zona morta" pode estar a causar ataques de tubarões

News of the Wild

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the  Wild

Este boletim é mantido pelo site Born to be Wild, para que não esqueça o seu lado selvagem ...

 

Em destaque:

"Zona morta" pode estar a  causar ataques de tubarões 

 

  Questões ou comentários para: borntobewild@clix.pt

Dê o site Born to be Wild a conhecer a um amigo!!

 

Uma imensa "zona morta" de água tem vindo a alastrar através do Golfo do México e pode estar a contribuir para o surgimento de um número pouco habitual de ataques de tubarões ao longo da costa do Texas. 

Nos últimos 30 anos, esta "zona morta" tem sido um acontecimento anual, alimentada pela crescente utilização de fertilizantes com base em nitratos, originando o conhecido fenómeno da eutrofização.. 

A "zona morta" estende-se actualmente por 15000 Km2 de águas no Golfo do México e é quase totalmente desprovida de oxigénio dissolvido. 

Nancy Rabalais, do Louisiana Universities Marine Consortium, considera que a "zona morta" desde a embocadura do rio Mississipi, no sudeste do Louisiana, até à fronteira do Texas a cerca de 400 Km para oeste. Segundo ela, este ano a "zona morta" está mais perto da costa do que habitualmente, devido aos ventos e correntes. Os peixes e os caranguejos nadadores escapam-lhe, explica Rabalais, mas tudo o resto morre.

Nos últimos 30 anos, a "zona morta" tem-se tornado um fenómeno recorrente de Verão, pois os agricultores da bacia do Mississipi cada vez usam mais fertilizantes com nitratos. Estes, transportados para as quentes águas do Golfo pelo rio, alimentam explosões de crescimento de algas, tornando as águas impróprias para outras formas de vida. 

A dimensão da "zona morta" tem variado todos os anos, dependendo das condições climatéricas, mas tem em média 13000 Km2 e permanece estacionária até fins de Setembro ou início de Outubro.

 Virtualmente nada está a ser feito para impedir o fluxo de nitratos para o rio, significando que a "zona morta" irá continuar a surgir todos os Verões, refere Rabalais. O seu surgimento força os peixes a procurar águas melhores, o que pode ser uma das razões para os recentes ataques de tubarões nas praias do Texas. 

 

Três pessoas foram atacadas por tubarões ao longo da costa do Texas este ano, um número elevado para um estado que apenas registou 18 outros ataques desde 1980. 

Terry Stelly, biólogo ecologista do Texas Parks and Wildlife Department, refere que o número de ataques tem vindo a aumentar nas costas do Texas e da Louisiana nos últimos anos, precisamente junto ao limite da "zona morta". Há grande probabilidade de os tubarões estarem em busca de águas com maior quantidade de oxigénio dissolvido, considera ele.

Rabalais concorda com essa avaliação: o maior número de tubarões em águas baixas é provavelmente devido às águas pobres em oxigénio estarem perto da costa na altura dos ataques. O habitat disponível para os tubarões é nitidamente inferior quando o baixo conteúdo de oxigénio dissolvido abrange uma área tão grande.

 

 

Saber mais:

Louisiana Universities Marine Consortium

Sea 'dead zones' threaten fish

World getting 'literally greener'

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja receber o boletim Born to be Wild clique aqui!!

Respeitar os animais é respeitarmo-nos a nós próprios!

@ Born to be Wild, 2004


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com