2016-02-08

Subject: Florestas não são todas iguais em relação ao clima

Florestas não são todas iguais em relação ao clima

Dificuldades em visualizar este e-mail? Consulte-o online!

@ Nature/Gary K Smith/FLPA

Simplesmente plantar árvores não vai necessariamente abrandar as alterações climáticas, demonstra uma análise da história da vegetação europeia.

Apesar das florestas do continente se terem expandido 10% desde 1750, a colheita de madeira e as passagem para espécies de árvore com maior valor comercial resultaram em libertação de carbono para a atmosfera, conclui um artigo publicado na revista Science. As alterações também tiveram efeitos locais, revela a análise, aumentando as temperaturas superficiais em 0,12°C ao aumentar a absorção e retenção de calor.

“A assunção actual é que toda a gestão florestal e todas as florestas contribuem para a mitigação climática”, diz Kim Naudts, ecologista em pós-doutoramento no Instituto Max Planck de Meteorologia em Hamburgo, Alemanha. “Não podemos afirmar que isso seja verdade, pelo menos na Europa.” Naudts realizou a análise com uma equipa de colegas no Laboratório de Ciência Climática e Ambiente em Gif-sur-Yvette, França.

O artigo faz soar um alarme sobre as potenciais limitações para os benefícios da expansão florestal mas não é uma surpresa, refere Richard Houghton, ecologista no Centro de Investigação Woods Hole em Falmouth, Massachusetts. “A gestão florestal inclui muitas possibilidades, se o ponto é armazenar carbono, a florestação é presumivelmente boa mas perder carbono para a colheita de madeira é mau.”

De 1750 a 1850, cerca de 190 mil quilómetros quadrados de florestas europeias foram cortados para combustível e agricultura. Desde então, as florestas recuperaram uma área mais do dobro dessa mas as coníferas de crescimento rápido substituíram as árvores de folha caduca em cerca de 633 mil quilómetros quadrados, devido aos interesses da industria madeireira.

Apesar das florestas europeias continuarem a absorver carbono, a alteração na sua composição específica significa que armazenam 3,1 mil milhões de toneladas menos do que faziam em 1750.

Os modelos de análise também consideraram o impacto local sobre o clima das árvores, que afectam a temperatura ao libertar água para a atmosfera através da evapotranspiração e absorvendo ou reflectindo a luz do sol. O modelo sugere que a alteração para as coníferas mais escuras, que absorvem mais luz do sol e emitem libertam menos água, contribuiu para aquecimento local.

Dados ainda por publicar apoiam a ideia de que a passagem de florestas de folha caduca para florestas de coníferas pode aumentar a temperatura local, diz Alessandro Cescatti, ecologista no Centro Conjunto de Investigação da Comissão Europeia em Ispra, Itália. Mas a conclusão de que as florestas europeias produziram um balanço final de aquecimento é questionável, acrescenta ele.

Cescatti é co-autor de um artigo publicado no mesmo número da revista Science que conclui que as florestas em todos os climas arrefecem a atmosfera local, particularmente durante os meses de Verão, quando o calor e o fogo são uma preocupação. O estudo usou observações de satélite para reconstruir as alterações na temperatura do ar em zonas onde a floresta foi abatida de 2003 a 2012.

Cescatti diz que ambos os estudos sugerem que os decisores devem ter em conta os efeitos climáticos e biofísicos das florestas em vez de se focarem exclusivamente nos efeitos globais do dióxido de carbono: “A gestão florestal, a transição florestal e o coberto vegetal deve ser tido em conta nas políticas climáticas e actualmente não são.”

 

 

Saber mais:

Contagem global atinge os 3 triliões de árvores

Dióxido de carbono prolonga estação de crescimento

Crescimento das árvores nunca abranda 

Indecisão relativamente a antigas áreas agrícolas soviéticas

Pastagens mais "verdes"

Fungos e raízes sequestram quantidade espantosa de carbono

 

 

Facebook simbiotica.orgTwitter simbiotica.orgGoogle + simbiotica.orgFlikr simbiotica.orgYouTube simbiotica.org Pinterest simbiotica.org

 

Arquivo  |  Partilhar Comentar |   Busca Contacte-nos  |  Imprimir  |  Subscrever | @ simbiotica.org, 2016


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com