2015-01-08

Subject: 2014 foi o ano mais quente de que há registo

2014 foi o ano mais quente de que há registo

Dificuldades em visualizar este e-mail? Consulte-o online!

Newsletter não segue Acordo Ortográfico

O ano que agora terminou foi o mais quente desde pelo menos 1891, refere a Agência Meteorológica Japonesa (AMJ). De acordo com a AMJ, a temperatura média em 2014 foi 0,27°C superior do que a média base do período de 1981 a 2010.

Esta conclusão não foi propriamente inesperada: em Dezembro, a Organização Meteorológica Mundial das Nações Unidas publicou uma análise preliminar das temperaturas de Janeiro a Outubro de 2014 que apontava para um ano recorde. O Met Office do Reino Unido referiu na altura que os seus dados estavam de acordo com os publicados e a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica americana (NOAA), que deverá publicar a sua análise final a 16 de Janeiro, deverá relatar as mesmas descobertas.

O calor em 2014 também é notável por outra razão: a ausência do El Niño. Os três anos anteriormente considerados os mais quentes no registo global (2010, 2005 e 1998) receberam um impulso do padrão climático conhecido pela Oscilação do Sul El Niño, que faz subir as temperaturas do ar.

O El Niño é marcado pelo aquecimento das temperaturas das águas superficiais no Pacífico oriental equatorial e ocorre quando o oceano está quente e os ventos sobre ele estão fracos, permitindo que o calor das águas seja lançado para a atmosfera.

Apesar de as temperaturas do Pacífico terem sido altas em 2014, as condições atmosféricas não permitiram que o El Niño se desenvolvesse. “Foi surpreendente ter um calor recorde num ano sem um El Niño forte”, diz Michael Oppenheimer, perito climático na Universidade de Princeton em Princeton, Nova Jérsia. É um lembrete de que a Terra está a aquecer rapidamente, acrescenta ele.

O novo máximo surge após mais de uma década em que a taxa de subida abrandou. Este chamado 'hiato no aquecimento' começou em 1998, a seguir a um forte El Niño nesse ano. Entre 1951 e 2012, a temperatura média global subiu 0,12°C por década, quando comparada com apenas 0,05°C no período de 1998 a 2012.

Apesar de se considerar que o El Niño geralmente aquece o clima, alguns investigadores têm sugerido que o forte El Niño de 1998 alterou a absorção de calor no Pacífico, contribuindo para o abrandamento do aquecimento.

Outros investigadores discordam que este período de abrandamento da subida de temperatura deva ser apelidado de hiato. “A teoria é que, em vez de um hiato, a subida das temperaturas tem vindo a ocorrer na base do oceano", diz Anthony Barnston, chefe de previsões do Instituto Internacional de Investigação para o Clima e a Sociedade na Universidade de Colúmbia em Nova Iorque. “Mas foi difícil de perceber porque não conseguimos medi-la bem."

O aquecimento recorde em 2014 não indica um alteração de fundo na tendência continuada de aquecimento, dizem os cientistas. “É importante recordar que estamos a falar de uma diferença muito pequena entre este registo e o último", diz Oppenheimer. Os dados da AMJ mostram que o máximo de 2014 é 0,05°C mais elevado que o recorde anterior.

Ainda assim, diz ele, “pode calar os cépticos que usaram as temperaturas da última década para negar que as alterações climáticas estivessem em curso. É um lembrete de que a variabilidade é real em ambas as direcções, para cima e para baixo.”

 

 

Saber mais:

Combustíveis fósseis têm que desaparecer até 2100

Modelos para alterações climáticas subestimam a absorção de CO2 pelas plantas

Cimeira climática das Nações Unidas cheia de entusiasmo

Gases de efeito de estufa estão a subir à taxa mais elevada desde 1984

Atlântico é a chave da pausa no aquecimento global

Qualidade do ar vai deteriorar-se com aquecimento global

 

 

Facebook simbiotica.orgTwitter simbiotica.orgGoogle + simbiotica.orgFlikr simbiotica.orgYouTube simbiotica.org Pinterest simbiotica.org

 

Arquivo  |  Partilhar Comentar |   Busca Contacte-nos  |  Imprimir  |  Subscrever | @ simbiotica.org, 2014


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com