2014-10-20

Subject: Novos vírus estão a matar anfíbios em Espanha

 

Novos vírus estão a matar anfíbios em Espanha

 

Dificuldades em visualizar este e-mail? Consulte-o online!

Newsletter não segue Acordo Ortográfico

@ BBC

Uma nova e mortífera doença está a dizimar anfíbios, relatam os cientistas: foram descobertos vários vírus no norte de Espanha que estão a matar rãs, sapos e tritões.

Os animais infectados apresentam úlceras na pele e acabam por morrer de hemorragias internas. Os investigadores temem que as estirpes virais, que pertencem ao grupo dos ranavírus, se possam já ter propagado a outros países.

O estudo foi agora publicado na revista Current Biology por Stephen Price, do University College de Londres, que referiu: "Até surgirem estes surtos não conhecíamos esta linhagem de vírus mas desde que estas mortandades começaram identificámo-los noutros locais, como na China em salamandras gigantes, e parecem estar a emergir também em França e na Holanda."

Os anfíbios mortos foram observados pela primeira vez no Parque Nacional dos Picos de Europa, Espanha, em 2005. Uma equipa de investigadores acabou por descobrir que as mortes se deviam a um leque de novos vírus, especialmente dois tipos (ranavírus do tipo CMTV) que infectavam grande número de animais.

O mais invulgar é o facto de os vírus serem capazes de saltar entre um vasto leque de espécies, matando rãs, sapos e tritões: "No Parque Nacional dos Picos de Europa observámos colapsos significativos de populações hospedeiras em três espécies, o sapo-parteiro, sapo comum e o tritão alpino, mas também percebemos que todas as espécies de anfíbios do parque eram altamente susceptíveis à doença e à sua taxa de mortalidade."

"É uma doença muito gráfica com uma taxa de mortalidade elevada. Demonstrámos que estes vírus causaram declínios simultâneos em várias espécies de hospedeiros", diz Price. A preocupação é acrescida pois os investigadores acreditam que os vírus podem mesmo atacar os répteis: "Registámos uma cobra que se tinha alimentado de anfíbios infectados e já mostrava sinais do vírus."

 

Os conservacionistas estão especialmente preocupados com estes novos vírus pois 41% dos anfíbios já estão ameaçados de extinção, de acordo com a Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN).

Outra doença, causada por fungos quitrídeos, propagou-se por todo o mundo, dizimando populações inteiras destes animais. Os cientistas temem que se os novos vírus se espalharem tenham um efeito devastador neste grupo já tão vulnerável.

A investigação foi desenvolvida por cientistas da UCL, da Zoological Society de Londres, da Universidade Queen Mary de Londres, do Museu de Ciências Naturais de Madrid e pelo Parque Nacional dos Picos de Europa.

 

 

Saber mais:

Current Biology: Collapse of amphibian communities due to an introduced Ranavirus

Populações selvagens reduzidas a metade em 40 anos

Testes de gravidez trouxeram fungo mortal para os Estados Unidos

Doença fúngica dos anfíbios compreendida

Resolvido mistério das rãs sem pernas?

Extinção de anfíbios: estarão as alterações climáticas ilibadas?

 

 

Facebook simbiotica.orgTwitter simbiotica.orgGoogle + simbiotica.orgFlikr simbiotica.orgYouTube simbiotica.org Pinterest simbiotica.org

 

Arquivo  |  Partilhar Comentar |   Busca Contacte-nos  |  Imprimir  |  Subscrever | @ simbiotica.org, 2014


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com