2014-09-05

Subject: Dinossauro recém-descoberto fazia tremer o chão

 

Dinossauro recém-descoberto fazia tremer o chão

 

Dificuldades em visualizar este e-mail? Consulte-o online!

Newsletter não segue Acordo Ortográfico

@ Nature

Uma recém-identificada espécie de dinossauro gigante pode ter sido um dos maiores organismos que alguma vez andaram em terra, sugere um publicado publicado a 4 de Setembro na revista Scientific Reports.

Ossos bem preservados da espécie, baptizada Dreadnoughtus schrani, foram escavados no sul da Argentina entre 2005 e 2009. O animal era um titanossauro, um subgrupo dos dinossauro vegetarianos de pescoço comprido conhecidos por saurópodes.

O nome do género Dreadnoughtus deriva da expressão inglesa arcaica que significa 'sem medo de nada' e é uma piada à ideia de que este animal era tão grande que adultos saudáveis seriam provavelmente inexpugnáveis perante ataques de predadores, diz Kenneth Lacovara, paleontólogo de vertebrados na Universidade Drexel em Filadélfia, Pensilvânia, que liderou o estudo. Os ossos de dois indivíduos da espécie agora descrita foram encontrados em rochas originalmente depositadas como sedimentos numa planície de aluvião algures há 66 a 84 milhões de anos.

Cerca de  45% dos ossos pós-cranianos do espécime maior foram recuperados, explica Lacovara, e se os investigadores usarem imagens ao espelho de ossos presentes de um dos lados para substituir ossos em falta no lado oposto podem produzir uma reconstituição que inclui cerca de 70% dos ossos do pescoço, corpo e cauda.

“Sempre que temos um espécime com tantos ossos como este ficamos muito entusiasmados”, diz Kristi Curry Rogers, paleontóloga de vertebrados na Faculdade Macalester em St Paul, Minnesota.

Usando medições dos ossos e proporções semelhantes às de parentes próximos para estimar o comprimento dos ossos em falta, Lacovara calculou que o Dreadnoughtus teria cerca de 26 metros do focinho à cauda. Medindo as circunferências do úmero e do fémur, uma forma reconhecida de estimar a massa corporal dos animais quadrúpedes, a equipa estima que o espécime maior de Dreadnoughtus pesaria cerca de 59,3 toneladas quando morreu.

 

Apesar de se ter estimado que alguns outros titanossauros poderiam pesar até 100 toneladas, esses números basearam-se em métodos menos rigorosos extrapolados de fósseis mais fragmentados, diz Lacovara. Por isso, ele defende que o Dreadnoughtus é o maior animal terrestre para o qual a massa corporal pode ser calculada com rigor.

Mais, diz ele, análises do maior dos fósseis sugerem que o animal ainda não seria completamente maduro e ainda estaria a crescer quando morreu.

Mas os investigadores sugerem que o facto de estes fósseis estarem mais ou menos completos, e não a sua dimensão impressionante, é o mais importante. Os ossos bem preservados vão ajudar os cientistas a compreender melhor os parentes mais próximos desta espécie, que apenas são conhecidos por uma pequena proporção de ossos, diz Curry Rogers.

O facto destes investigadores terem descoberto dois espécimes relativamente completos de Dreadnoughtus de tamanho diferente significa que os paleontólogos serão capazes de avaliar melhor padrões de crescimento na espécie se eventualmente escavarem um adulto, acrescenta Curry Rogers. “Estes são espécimes importantes, mesmo que não sejam os maiores de todos", diz ela.

 

 

Saber mais:

Asteróide que matou dinossauros atingiu-nos mesmo no momento errado

Dinossauros nem de sangue quente, nem de sangue frio

Dinossauro diminuto caçava no Árctico

Penas eram a excepção e não a regra para dinossauros

Predadores dinossauros caçavam no escuro

Excentricidades dos dentes à cauda

 

 

Facebook simbiotica.orgTwitter simbiotica.orgGoogle + simbiotica.orgFlikr simbiotica.orgYouTube simbiotica.org Pinterest simbiotica.org

 

Arquivo  |  Partilhar Comentar |   Busca Contacte-nos  |  Imprimir  |  Subscrever | @ simbiotica.org, 2014


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com