2004-06-23

Subject: Procuram-se dadores de esperma para grandes felinos

News of the Wild

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the  Wild

Este boletim é mantido pelo site Born to be Wild, para que não esqueça o seu lado selvagem ...

 

Em destaque:

Procuram-se dadores de esperma para grandes felinos 

 

  Questões ou comentários para: borntobewild@clix.pt

Dê o site Born to be Wild a conhecer a um amigo!!

 

Conservacionistas em Londres apelaram aos jardins zoológicos para que façam doações de esperma dos seus grandes felinos. A ideia é criar um banco de esperma para garantir a sobrevivência das espécies ameaçadas de felinos.

Os organizadores da iniciativa esperam que o banco de esperma forneça uma esperança para o leopardo de Amur Panthera pardus orientalis, o tigre de Amur (também conhecido por tigre da Sibéria Panthera tigris altaica e para o tigre de Sumatra Panthera tigris sumatrae. As amostras de esperma das 3 espécies podem ser uma valiosa reserva em caso de os programas de reprodução natural falharem. 

Este será outro tijolo na parede a levantar contra extinção, refere Sarah Christie, uma perita em grandes felinos da Zoological Society of London e supervisora do projecto.

Essa parede necessita de ser fortificada para resistir. os peritos estimam que não há mais de 500 tigres de Sumatra, 400 tigres de Amur e nem 30 leopardos de Amur a viver na natureza. Muitos zoos e grupos conservacionistas estão a tentar desesperadamente aumentar o número de animais cativos, para salvaguardar o futuro das espécies.

 

O uso de esperma armazenado não tem como objectivo substituir as formas tradicionais de reprodução, explica Christie, mas pode ser muito útil se animais não puderem ser acasalados por motivos logísticos ou pessoais. Se um macho particularmente valioso morrer, uma amostra de esperma pode permitir que continue a originar crias a partir do túmulo.

Até agora, os programas de criação de felinos não forneceram muitos felinos-proveta. Apesar de existirem taxas de sucesso elevadas em chitas, apenas 2 tigres de Amur nasceram por este método e nenhum leopardo de Amur. Mas espera-se que os resultados melhorem, refere Christie, pelo que faz sentido estar "armado" do maior número possível de amostras.

Christie apelou aos zoos europeus que a alertem para ocasiões em que os animais sejam anestesiados, para que possam ser recolhidas amostras de esperma dos machos adormecidos. Os problemas de transporte e despesas inerentes, impedem a recolha de locais mais longínquos. 

 

 

Saber mais:

A seminal achievement

Zoological Society of London Sperm Appeal

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja receber o boletim Born to be Wild clique aqui!!

Respeitar os animais é respeitarmo-nos a nós próprios!

@ Born to be Wild, 2004


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com