2014-07-21

Subject: Redução do desperdício agrícola alimentaria 3 mil milhões

 

Redução do desperdício agrícola alimentaria 3 mil milhões

 

Dificuldades em visualizar este e-mail? Consulte-o online!

Newsletter não segue Acordo Ortográfico

@ Nature/Daniel Acker/Bloomberg/Getty

Alimentar o mundo de forma sustentável é um desafio global mas reformar a produção de alimentos em apenas algumas regiões pode aumentar a produção das culturas o suficiente para alimentar mais três mil milhões de pessoas e reduzir os danos ao ambiente, relatam os investigadores na última edição da revista Science.

O ecologista Paul West, da Universidade do Minnesota em St Paul, usou cálculos abrangentes baseados numa cornucópia de dados díspares e métodos para estimar as calorias produzidas, usadas e desperdiçadas por todo o mundo. “Tornou-se óbvio que, caramba, há apenas alguns países e colheitas que explicam a maior parte da história a nível global", diz West.

Os maiores ganhos viriam de comer mais do que colhemos, o que significa reduzir a proporção das colheitas usada para biocombustíveis e para alimentar gado. A equipa estima que a produção de carne de vaca exige muitas vezes mais calorias em ração para o gado do que fornece. Em locais como a zona central norte dos Estados Unidos, “estamos a alimentar carros e vacas em vez de pessoas", diz West. Todo o mundo usa colheitas suficientes para alimentar 4 mil milhões de pessoas com objectivos não alimentares, com os Estados Unidos, China, Europa ocidental e Brasil a desviarem o suficiente para alimentar 2,4 mil milhões.

West salienta que estes ganhos não exigiriam abdicar totalmente da carne: “São necessárias cerca de 30 calorias de ração para produzir uma caloria de carne de vaca mas com o porco e o frango a proporção é de apenas 7 ou 8 para 1", diz ele. “Por isso, mesmo a mudança do tipo de carne que comemos teria um enorme efeito.” E alimento suficiente para 400 milhões de pessoas poderia ser produzido com a eliminação do desperdício de comida só nos Estados Unidos, China e Índia.

Mais, a melhoria das práticas agrícolas em zonas com baixa produção, a maioria das quais em África, Ásia e Europa do leste, pode gerar alimentos suficientes para alimentar outros 850 milhões de pessoas.

Só a África representa perto de metade desses ganhos potenciais mas os investigadores também salientam que as produções em África e outras regiões com baixo desempenho são especialmente vulneráveis às alterações climáticas, que não consideraram na análise.

As reformas sugeridas não são novas mas esta análise “reúne um conjunto díspar de factores”, diz Charles Godfray, ecologista populacional na Universidade de Oxford, que estuda segurança alimentar. Fulu Tao, ecologista no Instituto de Ciências Geográficas e dos Recursos Naturais da Academia Chinesa das Ciências em Pequim, considera as conclusões globais do estudo “bastante razoáveis" e elogia os esforços da equipa para quantificar os possíveis ganhos.

Mas Godfray salienta que a análise global pode ser demasiado abrangente para informar sobre alterações práticas: “A maior parte da política no sistema alimentar não é feita ao nível global mas aos níveis nacional e local.” Tao concorda, dizendo que em algumas regiões da China, recuperar que sejam 50% da produção que foi perdida devido à poluição do solo e outros danos ambientais exigiria que a maioria dos agricultores investisse em novas tecnologias e para isso seriam necessários subsídios governamentais.

 

 

Saber mais:

Terras adquiridas têm potencial para alimentar milhões

Campos não lavrados ajudam nas ondas de calor

Indecisão relativamente a antigas áreas agrícolas soviéticas

Pastagens mais "verdes"

Agricultura responsável por um terço das emissões globais de gases de efeito de estufa

Agricultura intensiva pode aliviar alterações climáticas

 

 

Facebook simbiotica.orgTwitter simbiotica.orgGoogle + simbiotica.orgFlikr simbiotica.orgYouTube simbiotica.org Pinterest simbiotica.org

 

Arquivo  |  Partilhar Comentar |   Busca Contacte-nos  |  Imprimir  |  Subscrever | @ simbiotica.org, 2014


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com