2004-06-11

Subject: Cão velho aprende novos truques

News of the Wild

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the  Wild

Este boletim é mantido pelo site Born to be Wild, para que não esqueça o seu lado selvagem ...

 

Em destaque:

Cão velho aprende novos truques

 

  Questões ou comentários para: borntobewild@clix.pt

Dê o site Born to be Wild a conhecer a um amigo!!

 

RicoUm cão Border Collie alemão surpreendeu os cientistas com o seu vocabulário de 200 palavras e espantosa habilidade para aprender novas palavras, lançando luz sobre a evolução da linguagem. 

O cão de 9 anos de idade de nome Rico conhece o nome de cada um dos mais de 100 brinquedos da sua colecção, sendo capaz de escolher cada um que é lhe é pedido com 90% de rigor. Também é capaz de aprender e lembrar o nome de brinquedos não familiares logo após a primeira menção, o que os coloca a par com uma criança de 3 anos de idade. 

A magnífica memória do cão mostra que os caninos partilham parte das habilidades linguísticas que evoluíram nos humanos, considera Julia Fischer, do Max Planck Institute for Evolutionary Anthropology em Leipzig, que publicou as suas descobertas na revista Science. 

Mas a habilidade do cão para compreender a linguagem falada pode ter-se manifestado apenas após a sua domesticação, há cerca de 15000, enquanto a linguagem humana se pensa ter evoluído entre 100000 a 200000. Assim, as descobertas de Fischer sugerem que a habilidade de emparelhar palavras novas e objectos pode ter evoluído duas vezes, primeiro no Homem e depois nos cães. 

A equipa de Fischer colocou Rico a trabalhar no laboratório, apresentando-lhe 7 brinquedos familiares e um novo, com um nome não familiar.  Quando foi pedido a Rico que fosse buscar o novo brinquedo, o cão fez a escolha correcta 7 vezes em cada 10. Rico também foi capaz de se lembrar os novos nomes mais de um mês depois. Nunca vimos um Collie como ele, diz Fischer.

Rico compreende que as palavras não familiares estão provavelmente relacionadas com os objectos não familiares, refere Fischer. As crianças usam uma regra semelhante para descobrir o significado das novas palavras. Este processo permite-lhes aprender rapidamente grande número de palavras: desde os 2 anos de idade, as crianças de língua inglesa aprendem até 10 palavras por dia, até que atingem um total de cerca de 60000 com 18 anos. 

 

Os donos de cães gabam-se frequentemente das capacidades de comunicação dos seus animais de estimação e este estudo parece dar-lhes razão, refere o psicólogo Paul Bloom, da Universidade de Yale. A capacidade de Rico para ligar palavras e objectos desconhecidos ultrapassa a dos primatas não-humanos como os chimpanzés, que não revelam esta capacidade. 

Os donos do Collie detectaram o seu talento desde que era cachorrinho. Aos 10 meses de idade, Rico sofreu um ferimento não permanente no ombro. Como não podia passear, os donos entretinham-no e exercitavam-no ensinado-lhe a ir buscar objectos. 

Mais tarde, Rico descobriu a fama no programa de TV alemão, onde os concorrentes apostavam nas suas habilidades. Foi por essa altura que os investigadores descobriram as suas potencialidades. 

Não se sabe se as capacidades de Rico são o resultado de uma mente excepcional ou de um treino excepcional, mas alguns dos seus talentos podem derivar da sua criação: os Border Collies são cães de trabalho, seleccionados evolutivamente para obedecer às ordens humanas. 

 

 

Saber mais:

www.sciencemag.org

Genética pode ajudar a saúde canina

Revelada a história familiar dos cães

Cães podem ajudar a entender o genoma humano

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja receber o boletim Born to be Wild clique aqui!!

Respeitar os animais é respeitarmo-nos a nós próprios!

@ Born to be Wild, 2004


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com