2014-01-03

Subject: O que esperar da ciência em 2014

 

O que esperar da ciência em 2014

 

Dificuldades em visualizar este e-mail? Consulte-o online!

Newsletter não segue Acordo Ortográfico

Eis, de acordo com a revista Nature, o que podemos de esperar de novidade neste ano de 2014, em termos de ciência:

Macacos transgénicos

Vários grupos de investigadores, incluindo uma equipa liderada pela geneticista Erika Sasaki e pelo biólogo de células estaminais Hideyuki Okano, da Universidade Keio em Tóquio, esperam criar primatas transgénicos com imunodeficiências ou perturbações cerebrais. Esta situação pode colocar preocupações éticas mas também nos pode aproximar de terapias relevantes para o Homem pois os ratos são modelos pobres para este tipo de perturbações. O trabalho provavelmente fará uso de um método de edição genética conhecido por CRISPR, que teve grande desenvolvimento no último ano.

Sondas espaciais

A nave Rosetta da Agência Espacial Europeia pode tornar-se a primeira missão a pousar uma sonda num cometa. Se tudo correr bem, pousará no cometa Churyumov–Gerasimenko em Novembro. Marte também será um local movimentado: a missão indiana deverá chegar ao planeta em Setembro, quase ao mesmo tempo que a sonda da NASA MAVEN. O rover Curiosity da NASA deverá chegar finalmente ao objectivo da sua missão, as encostas do Monte Aeolis, onde procurará evidências de água. De volta à Terra, a NASA espera lançar um satélite para monitorizar o dióxido de carbono atmosférico.

Feitos neurais

O neurobiólogo Miguel Nicolelis, da Universidade Duke em Durham, Carolina do Norte, desenvolveu um exosqueleto controlado pelo cérebro que espera que permita a uma pessoa com danos na espinal medula dar o pontapé da saída do Campeonato do Mundo de 2014 no Brasil. Entretanto, estão a ser feitos testes com pessoas com paralisia para tentar voltar a ligar directamente o seu cérebro às zonas paralisadas, em vez de usar braços robóticos ou exosqueletos. Na pesquisa fundamental, os investigadores estão muito entusiasmados com os fundos para as iniciativas ligadas ao cérebro, como o Projecto do Cérebro Humano, na Europa e nos Estados Unidos. 

Novos medicamentos

Na indústria farmacêutica, todos os olhos estão postos nos resultados dos testes de dois tratamentos com anticorpos que tiram partido do sistema imunitário dos pacientes para lutar contra o cancro. Os medicamentos, o nivolumab e o lambrolizumab, funcionam bloqueando proteínas que impedem as células T do paciente de atacar os tumores. Nos primeiros testes, os medicamentos revelaram um nível superior de resposta nos pacientes que o ipilimumab, uma terapia semelhante que foi lançada em 2011 para tratar melanoma avançado.

Esperança para o HIV

Em 2013 duas equipas de investigadores mostraram que os anticorpos neutralizadores de banda larga que tinham como alvo um leque de tipos de HIV eliminaram rapidamente um vírus aparentado com o HIV em macacos. A terapia vai ser testada em humanos portadores do HIV e os resultados deverão ser conhecidos no Outono. Entretanto, a cura, no ano passado, de um bebé que nasceu com o vírus pode conduzir a testes mais abrangentes da técnica usada: doses elevadas de medicamentos anti-retrovirais dados ao nascimento.

 

Sequenciador miniatura

A tecnologia que sequencia rapidamente DNA que é introduzido através de um anel de proteínas, conhecida por nanoporo biológico, deverá chegar ao mercado este ano, após décadas de desenvolvimento. A Oxford Nano-pore Technologies de Oxford, Reino Unido, tenciona publicar os primeiros dados de um sequenciador descartável do tamanho de um cartão de memória, que está a enviar aos seus cientistas para testes. Promete ler sequências mais longas de DNA do que qualquer outra técnica (o que pode ser útil na sequenciação de amostras mistas de DNA bacteriano, por exemplo) e mostrar os resultados em tempo real.

Um melhor clima

O Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas irá completar a sua quinta avaliação em Novembro. As descobertas dos grupos de trabalho II e III focar-se-ão nos impactos das alterações climáticas e na forma como as sociedades se podem adaptar ou mitigar esses efeitos (o grupo de trabalho I apresentou as suas conclusões no ano passado). Longe das negociações formais, o secretário-geral das Nações Unidas Ban Ki-moon espera “compromissos ousados" sobre emissões na cimeira de Nova Iorque em Setembro. Na investigação, um enorme projecto de captura e armazenamento de carbono no Canadá, a central a carvão Boundary Dam em Saskatchewan, iniciará as operações comerciais em Abril.

Regeneração de células estaminais

Uma equipa japonesa começará os primeiros testes clínicos com células estaminais pluripotentes induzidas este ano mas não se esperam resultados para breve. A companhia de biotecnologia Advanced Cell Technology de Santa Monica, Califórnia, refere que irá revelar os dados de dois testes clínicos feitos com células estaminais embrionárias humanas, os únicos dois a conseguir aprovação por parte dos reguladores americanos. Estes dois estudos envolvem a injecção de células retinais derivadas de células estaminais nos olhos de cerca de 30 pessoas com uma de duas formas de cegueira degenerativa não tratável.

 

 

Saber mais:

2012 em revista

Resoluções de Ano Novo para 2011

2010 - o Ano Internacional da Biodiversidade em revista

Top das 10 notícias mais importantes da década

A magia da natureza em 2009

O que que aconteceu com ... ?

 

 

Facebook simbiotica.orgTwitter simbiotica.orgGoogle + simbiotica.orgFlikr simbiotica.orgYouTube simbiotica.org Pinterest simbiotica.org

 

Arquivo  |  Partilhar Comentar |   Busca Contacte-nos  |  Imprimir  |  Subscrever | @ simbiotica.org, 2014


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com