2013-11-20

Subject: Misterioso grupo apimentou a vida sexual dos humanos antigos

 

Misterioso grupo apimentou a vida sexual dos humanos antigos

 

Dificuldades em visualizar este e-mail? Consulte-o online!

Newsletter não segue Acordo Ortográfico

@ Nature/RIA NOVOSTI/SPL

Novas sequências genómicas de dois parentes extintos do Homem sugerem que estes grupos arcaicos se cruzaram com os humanos, e entre si, de forma muito mais intensa do que antes era considerado.

Os genomas antigos, um de um Neanderthal e outro de um grupo humano arcaico diferente e conhecido por Homem de Denisova, foram apresentados a 18 de Novembro num encontro da Royal Society em Londres. Eles sugerem que os cruzamentos entre os membros dos vários grupos antigos de hominídeos que viviam na Europa e na Ásia ocorreram há mais de 30 mil anos, e incluíram um grupo até agora desconhecido de ancestrais humanos oriundos da Ásia.

“O que começa a sugerir é que estamos a olhar para um mundo do tipo 'Senhor dos Anéis', que houve muitas populações de hominídeos", diz Mark Thomas, geneticista evolutivo no University College de Londres, que não esteve envolvido no estudo.

As primeiras sequências genéticas de Neanderthal e de Denisova revolucionaram o estudo da pré-história humana, não apenas porque mostraram que estes grupos se cruzavam com os homens anatomicamente modernos e contribuíram para a diversidade genética de muitos dos que estão vivos hoje.

Todos os humanos cuja ancestralidade é originária de fora de África devem cerca de 2% do seu genoma aos Neanderthal e certas populações que vivem na Oceânia, como as da Papua-Nova Guiné e os aborígenes australianos, obtiveram cerca de 4% do seu DNA de cruzamentos entre os seus ancestrais e os Denisova, que receberam o seu nome da caverna nas montanhas siberianas de Altai, onde foram descobertos. A caverna contém vestígios com idades entre os 30 e os 50 mil anos.

Essas conclusões, no entanto, foram baseadas em sequências genómicas de baixa qualidade, cheias de erros e de falhas, disse David Reich, geneticista evolutivo na Faculdade de Medicina de Harvard em Boston, Massachusetts. 

 

A sua equipa, em colaboração com Svante Pääbo, do Instituto Max Planck de Biologia Evolutiva em Leipzig, Alemanha, produziram agora versões muito mais completas dos genomas Denisova e Neanderthal, acompanhando a qualidade dos genomas do Homem moderno. Os dados de alta qualidade do genoma dos Denisova e o novo genoma Neanderthal provêm de ossos recuperados da caverna Denisova.

O novo genoma Denisova indica que esta enigmática população convivia bastante: Reich referiu no encontro que eles se cruzaram com os Neanderthal e com os ancestrais de populações humanas que vivem actualmente na China e noutras zonas do leste da Ásia, para além das populações da Oceânia, como a sua equipa já tinha descoberto. 

Ainda mais surpreendente, de acordo com Reich, os novos genomas indicam que os Denisova se cruzaram com outra população extinta de humanos arcaicos que viveu na Ásia há mais de 30 mil anos, e que não seria nem humana moderna, nem Neanderthal.

O encontro fervilhou de conjecturas sobre qual seria a identidade desta população potencialmente nova de humanos: “Não temos a mais pequena ideia", diz Chris Stringer, paleoantropólogo no Museu de História Natural de Londres, que não esteve envolvido no estudo. Ele especula que a população pode estar relacionada com o Homo heidelbergensis, uma espécie que deixou África há cerca de meio milhão de anos e mais tarde originou os Neanderthal na Europa. “Talvez também tenham vivido na Ásia", diz Stringer.

 

 

Saber mais:

Crânio sugere que três espécies ancestrais do Homem eram apenas uma

Melhores pais têm testículos menores

Genes africanos seguidos no seu regresso a sul

Maioria dos europeus partilha ancestrais recentes

Novas pistas sobre a ancestralidade humana

Últimos 5 mil anos prolíficos em alterações no genoma humano

 

 

Facebook simbiotica.orgTwitter simbiotica.orgGoogle + simbiotica.orgFlikr simbiotica.orgYouTube simbiotica.org Pinterest simbiotica.org

 

Arquivo  |  Partilhar Comentar |   Busca Contacte-nos  |  Imprimir  |  Subscrever | @ simbiotica.org, 2013


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com