2013-06-11

Subject: Tigres asiáticos ameaçados por doença canina

 

Tigres asiáticos ameaçados por doença canina

 

Dificuldades em visualizar este e-mail? Consulte-o online!

Newsletter não segue Acordo Ortográfico

@ BBC/Phil MumbyAlgumas das espécies de grandes felinos mais raras enfrentam uma nova e potencialmente mortal ameaça: um vírus transportado pelos cães domésticos, alerta um perito em fauna selvagem.

John Lewis, director da Wildlife Vets International, referiu que já há evidências de que os tigres indonésios estão em risco imediato.

O vírus da cinomose canina, doença vulgarmente conhecida por esgana, tem vindo a evoluir nas últimas décadas de forma a ser capaz de infectar não apenas cães mas também outros grupos de animais.

Lewis tenciona trabalhar com veterinários indonésios para desenvolver uma estratégia que permita proteger os tigres daquele país deste vírus.

Um parente próximo do causador do sarampo em humanos, o vírus da esgana foi descrito pela primeira vez no início do século XX e foi citado como tendo contribuído de forma importante para a extinção do tilacino (também conhecido por tigre da Tasmânia ou lobo da Tasmânia). Ainda hoje é responsável pela doença mais grave que afecta os cães, com uma taxa de mortalidade que ronda os 80%.

"Se fizermos o relógio voltar atrás cerca de 30 a 40 anos, era uma doença canina, causada por um vírus que apenas afectava os cães", explica Lewis. "Mas nos anos mais recentes, o vírus evoluiu e tem-se alterado a nível do tipo de animais que consegue infectar, passando a incluir de mamíferos marinhos (como focas) a grandes felinos."

O vírus da esgana precisa de um reservatório, como uma população de cães, para que consiga manter-se como um agente patogénico eficiente. Estas condições estavam presentes quando o primeiro caso da doença em grandes felinos foi documentado.

"Em meados da década de 90, no Serengeti, África, cerca de 30% dos leões morreram de esgana, que lhes foi transmitida por cães das vilas adjacentes e estamos perante uma situação semelhante com as populações de grandes felinos asiáticas", explica ele.

"Desde o ano 2000 que no leste longínquo da Rússia tem havido relatos de tigres com comportamento estranho e que chegam a entrar nas povoações sem mostrar receio das pessoas. Nos últimos anos, tecidos de pelo menos um par desses tigres foram analisados e confirmou-se a presença de infecção com vírus da esgana. Até agora não tem havido muitos casos, pensamos que três ou quatro, mas talvez outros tenham passado despercebidos ao diagnóstico."

Ainda que alguns tigres pareçam ter conseguido construir uma resposta imunitária razoável, a maioria dos animais sucumbe à doença se forem expostos ao vírus. Os sintomas surgem de diversas formas: "Alguns morrem em resultado de problemas respiratórios, como pneumonia, outros têm problemas neurológicos, como perder o receio do Homem ou ter espasmos."

"Não temos informação suficiente sobre o vírus da esgana em tigres para saber que percentagem vai morrer, apenas temos alguns dados de zoos e alguns dados da natureza. Há muitos casos de esgana canina na região e sabe-se que os tigres gostam de comer cães. Não é invulgar um tigre atacar cães na periferia das povoações, logo estão criadas as circunstâncias que colocarão os tigres em contacto com o vírus da esgana."

Apesar de se assumir que a causa da infecção com vírus da esgana em tigres ser o resultado de estes estarem em contacto com cães portadores do vírus, Lewis refere que um projecto de investigação já está em busca da fonte do vírus no caso dos tigres de Amur no leste longínquo da Rússia.

 

As alterações de comportamento observadas nos tigres são particularmente preocupantes, diz Lewis: "Elas colocam os animais em grande risco pois perdem o medo dos caçadores furtivos ou coloca-os em situações de conflito directo, como andar pelo meio de estradas com tráfego importante."

Numa recente visita à ilha indonésia de Sumatra, Lewis teve conversações com veterinários da fauna selvagem locais que lhe indicaram que o vírus da esgana pode já estar presente na população dos criticamente ameaçados tigres de Sumatra. Os veterinários locais tinham observado comportamentos estranhos por parte dos tigres, como os já familiares passeios no interior das povoações sem qualquer receio aparente dos humanos.

"Para mim, isso sugere que a esgana já está a ter impacto sobre os tigres em Sumatra", diz Lewis. "Mas antes de dizermos 'sim, é de certeza o resultado do vírus da esgana', precisamos de testes diagnósticos ao tecido cerebral. Até agora, as grandes ameaças que os tigres enfrentavam eram a perda e degradação do habitat e a caça furtiva mas penso que esta doença passará a ser a terceira grande ameaça."

O tigre de Sumatra apenas pode ser encontrado nesta ilha indonésia e as estimativas populacionais mais recentes apontam para que restem menos de 700 animais na natureza, dos quais apenas 40% são indivíduos viáveis adultos.

Lewis vai voltar a Sumatra em Setembro para reunir todos os veterinários que lidam com tigres.

"O objectivo é arranjar uma forma muito simples de decidir que amostras precisam de ser retiradas de todos os tigres que lidam com humanos em Sumatra, para nos ajudar com o diagnóstico. Também precisamos de decidir que amostras devem ser retiradas de populações de cães domésticos."

"A seguir, precisamos de decidir para onde enviar estas amostras para testes laboratoriais, como as deslocar e armazenar, etc. Quando tudo isso estiver em andamento, podemos começar a trabalhar em algum tipo de estratégia de mitigação, que não será certamente fácil."

 

 

Saber mais:

20 anos de resolução de conflitos entre tigres e humanos

Cimeira do tigre tem como objectivo duplicar o seu efectivo

Comércio ilegal de tigres mata mil por ano

Revelado o preço da conservação do tigre

Tigres e outros animais de criação

Comércio de pele de tigre na China exposto

 

 

Facebook simbiotica.orgTwitter simbiotica.orgGoogle + simbiotica.orgFlikr simbiotica.orgYouTube simbiotica.org Pinterest simbiotica.org

 

Arquivo  |  Partilhar Comentar |   Busca Contacte-nos  |  Imprimir  |  Subscrever | @ simbiotica.org, 2013


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com