2013-02-16

Subject: Répteis em risco de extinção por todo o mundo

 

Répteis em risco de extinção por todo o mundo

 

Dificuldades em visualizar este e-mail? Consulte-o online!

Newsletter não segue Acordo Ortográfico

@ BBC

Quase um quinto das espécies de répteis a nível mundial está em risco de extinção, revela um estudo agora conhecido.

A investigação, liderada pela Zoological Society de Londres, descobriu que o futuro é tenebroso para 19% dos répteis mundiais, salientando a provável extinção de três espécies, e confirmou que 47% são vulneráveis. Os números baseiam-se numa amostragem aleatória de 1500 das espécies de répteis de todo o mundo.

"É essencialmente o tipo de coisa que se faz nas eleições, usar uma amostragem para se ter uma ideia de como os répteis se estão a safar no conjunto", explica Monika Bohm, autora principal do estudo publicado na última edição da revista Biological Conservation.

O estudo foi realizado em conjugação com 200 peritos da Comissão de Sobrevivência das Espécies da União Internacional para a Conservação da Natureza. 

Os répteis são um grupo de vertebrados onde se incluem as tartarugas, lagartos, cobras, crocodilianos e os tuataras, animais semelhantes a lagartos que apenas subsistem na Nova Zelândia. Em todo o mundo, estimam-se 9500 espécies diferentes de répteis.

"Os répteis são muito importantes nas cadeias alimentares naturais, tanto como predadores, como como presas", diz explica Bohm. "O risco é que se se perde uma fonte de alimento realmente importante, pode-se alterar dramaticamente as cadeias alimentares."

Apesar de algumas espécies, incluindo o tuatara, terem sobrevivido relativamente inalteradas durante milhões de anos, Bohm salienta que os répteis podem ser indicadores de problemas ambientais: "Frequentemente os répteis são associados a habitats extremos e condições ambientais difíceis, pelo que é fácil assumir que não terão problemas no nosso mundo em mudança. No entanto, muitas espécies são altamente especializadas em termos de habitat e condições climáticas, o que as torna particularmente sensíveis em termos de alterações ambientais."

O estudo salienta que os níveis de ameaça a este grupo tão diversificado de animais são particularmente elevados nas regiões tropicais, devido às pressões da agricultura e indústria madeireira.

 

Uma das espécies anteriormente listada como criticamente ameaçada é o largarto-corredor da selva Ameiva vittata, que apenas tinha sido registado numa zona da Bolívia. No entanto, devido à destruição do seu habitat, duas buscas recentes pelo animal não tiveram sucesso, levando os conservacionistas a questionar a sua existência futura.

No Haiti, seis de nove espécies de lagartos Anolis também tinham níveis elevados de extinção local, devido à intensa desflorestação.

As tartarugas de água doce também foram assinaladas como preocupantes pois o estudo estima que 50% das espécies estão em risco de extinção e 30% dos répteis de água doce, no seu conjunto, estão em risco de desaparecer. Bohm espera que os resultados do estudo foquem a atenção dos conservacionistas neste problema: "As tartarugas são frequentemente afectadas pela colheita de indivíduos, tanto para alimento, como para animais de estimação."

O estudo é um de muitos que tem como objectivo fornecer um indicador da biodiversidade actual e ao longo do tempo, num esforço para tornar a investigação mais colaborativa. "Isto dá-nos uma indicação da forma como os répteis estão a conseguir sobreviver em comparação com outros grupos, para se ter uma ideia de quais são os mais ameaçados."

 

 

Saber mais:

Crocodilos têm mandíbulas supersensíveis 

Veneno de cobra potencial fonte de medicamentos

Nascimentos virgens observados em víboras selvagens

Lagarto apresenta capacidade de resolução de problemas

Como as cobras perderam as patas

Tartarugas de água doce enfrentam futuro sombrio

 

 

Facebook simbiotica.orgTwitter simbiotica.orgGoogle + simbiotica.orgFlikr simbiotica.orgYouTube simbiotica.org Pinterest simbiotica.org

 

Arquivo  |  Partilhar Comentar |   Busca Contacte-nos  |  Imprimir  |  Subscrever | @ simbiotica.org, 2013


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com