2012-09-24

Subject: Mapa genético do cérebro humano/Genoma da ostra

 

Mapa genético do cérebro humano revela semelhanças impressionantes

 

Dificuldades em visualizar este email? Consulte-o online!

Newsletter não segue Acordo Ortográfico

@ BBCOs cérebros humanos seguem o mesmo padrão molecular básico, apesar das diferentes personalidades individuais, sugere um mapa tridimensional da forma como os nossos genes são expressados. O mapa é obtido a partir de mais de 100 milhões de medições de expressão genética encontradas em três cérebros humanos cortados em 900 pedaços.

Os investigadores do Instituto Allen para a Ciência Cerebral em Seattle e da Universidade de Edimburgo referem que o projecto pode ajudar a compreender a forma como as perturbações genéticas podem conduzir a doenças cerebrais. O estudo foi publicado na revista Nature.

O cérebro humano é a estrutura mais complexa do mundo, composto por 100 mil milhões de células, mas continua largamente por compreender. 

Ed Lein, do Instituto Allen para Ciência Cerebral e um dos autores do artigo, considera que esta atlas pode fornecer informação vital para a compreensão genérica da "função, desenvolvimento, evolução e doenças cerebrais". 

A equipa diz que a maioria dos genes no cérebro humano expressam-se em padrões muito semelhantes entre os diversos indivíduos, mostrando que, apesar das nossas diferentes personalidades, os nossos cérebros são na realidade espantosamente semelhantes.

Apesar do genoma humano já ter sido sequenciado há algum tempo, foi agora "essencial compreender como estão todos os genes e onde eles se expressam no cérebro humano", diz Seth Grant, do departamento de neurociência da Universidade de Edimburgo.

Antes de mapear o cérebro humano, os investigadores tinham passado anos a realizar estudos semelhantes em ratos mas como o órgão humano é muito mais complexo, tiveram que modificar a sua abordagem para obter os melhores resultados. Após cortar os cérebros em pedaços pequenos, os cientistas analisaram cada pedaço com a ajuda de software de computador para perceber o padrão de expressão genética no cérebro.

"Nos estudos iniciais, estudamos cada gene individualmente e cada um era mapeado no cérebro do rato para descobrir onde, no cérebro, eram expressos", explica Grant. "Mas agora medimos todos os genes em cada pedaço de tecido cerebral ao mesmo tempo."

Os cientistas acrescentam que um dos objectivos do mapa molecular obtido é colocá-lo num formato que possa ser usado pelos cientistas que estudam questões relacionadas com o cérebro mas sem qualquer relação com estas. 

 

Outras Notícias:

Mistério do genoma da ostra revelado

 

Um mapa detalhado do genoma da ostra do Pacífico foi agora revelado pelos cientistas. 

A investigação, publicada na revista Nature, mostra de que forma as ostras conseguem sobreviver nos exigentes habitats dos estuários e da costa marítima: o molusco tem grupos de genes que o protegem dos extremos de temperatura e salinidade, sempre presentes nos locais onde a terra encontra o mar.

A criação de ostras é uma indústria de milhões de euros, centrada em redor da China, Japão, Coreia e Estados Unidos.

O genoma agora conhecido dá-nos uma perspectiva sobre a forma como as ostras se adaptaram à vida marinha e como formam a sua complexa concha. Também revela segredos que podem ajudar os cientistas a obter ostras que crescem mais rapidamente e com uma melhor taxa de sobrevivência.

Uma equipa internacional de investigadores (China, Estados Unidos e Europa) sequenciou o genoma.

Peter Holland, professor de zoologia na Universidade de Oxford e co-autor do estudo, diz que a ostra tem mais de 80 genes que a protegem do stress: "Podemos ver no genoma um reflexo dessas adaptações. Houve claramente adaptações ao longo de milhões de anos, que permitem a estes animais lidar com um ambiente muito exigente."

A sequência de DNA da ostra do Pacífico Crassostrea gigas será agora comparada com a de outros moluscos. 

 

 

Saber mais:

Anatomia de um ferimento cerebral

Scan cerebral permite a paciente inconsciente comunicar

 

Clique para ajudar!

Facebook simbiotica.orgTwitter simbiotica.orgGoogle + simbiotica.orgFlikr simbiotica.orgYouTube simbiotica.org

 

Arquivo  |  Partilhar Comentar |   Busca Contacte-nos  |  Imprimir  |  Subscrever | @ simbiotica.org, 2012


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com