2004-04-27

Subject: €50000 para clonar o seu gato ou cão

News of the Wild

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the  Wild

Este boletim é mantido pelo site Born to be Wild, para que não esqueça o seu lado selvagem ...

 

Em destaque:

€50000 para clonar o seu gato ou cão 

 

  Questões ou comentários para: borntobewild@clix.pt

Dê o site Born to be Wild a conhecer a um amigo!!

 

CcOs gatos podem passar a ter mais de 9 vidas, graças a uma companhia californiana que é a primeira firma americana a oferecer um serviço público e comercial de clonagem de animais de estimação. Cinco clientes já pagaram €50000 cada um para obter uma cópia dos seus gatos. 

A Genetic Savings & Clone diz que a clonagem dos animais terá início em Maio, com o nascimento dos primeiros gatinhos a ocorrer em Novembro se os procedimentos correrem bem. O director Lou Hawthorne referiu que a companhia já iniciou a clonagem de 3 outros gatos, para membros do pessoal. 

Os animais de exposição serão apresentados à American Veterinary Medical Association na sua conferência do próximo ano. Hawthorne espera que um deles seja uma cópia do seu gato de 6 meses de idade, Tahini. As gravidezes já devem estar a decorrer, estamos à espera dos resultados dos ultra-sons. 

A companhia já não é novata neste tipo de procedimento, tendo estado envolvida com a Texas A & M University na criação do primeiro gato clone do mundo. A operação CopyCat originou Cc, o diminutivo de carbon copy (cópia a papel químico), actualmente um adorável e saudável gato de 2 anos. 

No entanto, a clonagem de felinos ainda é um processo complexo, demorado e muito dispendioso, considera Hawthorne. A clonagem, gravidez e desmame demoram cerca de 6 meses, culminando com a entrega dos clones à suas novas famílias. O problema com os gatos não é como fazê-lo, explica, mas fazê-lo com os resultados de melhor qualidade. 

Pensa-se que terão sido necessárias 80 tentativas para que o processo que originou Cc tivesse funcionado correctamente, mas Hawthorne considera que a nova tecnologia deve reduzir a taxa de insucesso dez vezes. 

Um importante alerta para os potenciais compradores vem da própria companhia, que se compromete a produzir animais recém-nascidos únicos e não réplicas adultas. Algumas pessoas consideram a clonagem um método de reprodução e não de ressurreição, refere Hawthorne, mas a parte mais interessante é que, do ponto de vista genético, é mesmo ressurreição: geneticamente você está a receber o mesmo animal de volta mas do ponto de vista de personalidade haverá diferenças. 

Curt Youngs, professor associado do departamento de ciência animal da Universidade do Iowa, teme que algumas pessoas fiquem descontentes com o facto de os seus clones são serem uma cópia viva do animal que perderam ou estão prestes a perder. Acho que as pessoas vão ficar desapontadas por o Rex não ter o mesmo aspecto, nem agir da mesma forma que antes, explica. 

 

Um dos aspectos mais interessantes da criação de Cc foi a forma como a sua pelagem se tornou diferente da da sua "mãe" genética. David Magnus, co-director do Center for Biomedical Ethics da Universidade de Stanford refere: as pessoas que buscam este serviço estão a despender somas importantes de dinheiro para imortalizar o seu gato ou para ter a certeza de que vão ter um gato exactamente igual ao que tiveram antes, e tal não é simplesmente possível. 

Hawthorne não discorda deste comentários e refere que todos os que não ficarem totalmente satisfeitos com o resultado serão reembolsados e o animal será doado para adopção. 

Para além dos que já pagaram pela clonagem do seu gato, várias centenas de outras pessoas já se inscreveram para preservar tecido do seu cão ou gato, para clonagem futura. Cada um paga cerca de €900 por ano, mais €150 para despesas de manutenção. As células são colhidas através de uma biópsia feita por um veterinário, que recolha uma amostra do tamanho de uma moeda de tecido estomacal e da boca. 

Jayne Lange, de Palo Alto, armazenou o DNA dos seus 2 cães, raros cães de caça japoneses. Um deles, Akeya, morreu devido a um tumor e o outro, Waka, tem agora 5 anos de idade. O meu relacionamento com os meus cães durou mais que o meu casamento e é, em muitos aspectos, melhor, por isso fiz isto, explica. 

Organizações de protecção dos animais, como a Humane Society of the United States, não concordam com a clonagem de animais de estimação quando os abrigos de recolha de vadios abatem em média 4 milhões de animais todos os anos, por ninguém os querer adoptar. 

A clonagem de animais não é ilegal nos Estados Unidos, ao contrário da clonagem humana, pelo que o lançamento desta industria ainda não levantou questões legais, mas estas podem surgir rapidamente. Basta lembrar o caso da proibição da venda do Glofish. Hawthorne não está preocupado pois a sua companhia trabalha com os mais elevados standards de qualidade, explica. A Genetic Savings espera estar a clonar milhares de animais por ano no espaço de 5 anos, altura em que o custo deverá ter sido reduzido para €10000 por um gato e €20000 por um cão. 

 

 

Saber mais:

Genetic Savings & Clone

Mule clones open disease window

First pet clone is a cat

Glofish

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja receber o boletim Born to be Wild clique aqui!!

Respeitar os animais é respeitarmo-nos a nós próprios!

@ Born to be Wild, 2004


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com