2010-09-26

Subject: Porque rugem os tigres enquanto os gatos selvagens miam?

 

Porque rugem os tigres enquanto os gatos selvagens miam?

 

Dificuldades em visualizar este email? Consulte-o online!

@ BBC

O rugido baixo de um tigre ou o miado de um gato selvagem têm mais a ver com a vida dos felinos do que com o seu tamanho, como geralmente se pensa.

Os cientistas analisaram as vocalizações de 27 espécies de gatos para investigar como variam os seus habitats, desde desertos arenosos abertos às florestas densas e luxuriantes.

Os felinos que vivem em zonas abertas têm vocalizações mais profundas do que aqueles que vivem em habitats mais densos, descobriram os investigadores. Investigações anteriores, pelo contrário, sugeriam que a dimensão do felino determinava o tom das suas vocalizações, que tinham como objectivo encontrar parceiros ou defender o território.

Gustav Peters e Marcell Peters, do Museu de Investigação Zoológica Alexander Koenig em Bona, analisaram as frequências médias das vocalizações de longa distância produzidas por 27 espécies diferentes de felinos. 

Entre as espécies estudadas estavam os grandes felinos rugidores, como os leões, tigres e jaguares, que são capazes de rugir devido à presença de uma estrutura especializada na garganta.

Seguidamente, a equipa de investigadores procurou relações de qualquer tipo entre as vocalizações dos diferentes felinos e o seu tamanho, bem como os habitats em que vivem.

As espécies que vivem em tipos de habitat mais aberto, como os leões, servais e chitas, têm vocalizações mais profundas. Já os felinos que vivem em habitats mais densos, como os gatos selvagens, leopardos das nuvens e o pouco conhecido gato-marmoreado, comunicam através de tons mais agudos, descobriram os investigadores.

 

As inesperadas descobertas foram publicadas na última edição da revista Biological Journal of the Linnean Society.

"A maioria dos estudos de transmissão de som nos sinais acústicos dos animais descobriu que as frequências inferiores prevalecem em habitats mais densos", explica Peters. 

Por exemplo, investigações anteriores tinham revelado que que as vocalizações agudas eram perturbadas pela densa vegetação, enquanto as vocalizações graves são perturbadas pela turbulência do ar dos espaços abertos. Mas isso não explica porque motivo os leões rugem tão profundamente.

Outra sugestão é que os grandes felinos simplesmente produzem sons a uma frequência mais baixa.

Isso explicaria o rugido de um leão em comparação com o miado de um pequeno gato mas quando os investigadores tiveram em conta a herança genética de cada espécie estudada, descobriram que o peso corporal não tem qualquer efeito sobre as frequências dominantes das suas vocalizações.

@ BBCOs membros da família Felidae ocorrem naturalmente em todos os continentes, com excepção da Austrália e da Antárctica, e com excepção dos leões, todos vivem vidas solitárias.

Devido ao seu isolamento, tanto machos como fêmeas usam vocalizações de longa distância para comunicar entre si, tanto para atrair parceiros como para deter os concorrentes.

 

 

Saber mais:

Long-distance call evolution in the Felidae effects of body weight, habitat, and phylogeny - Biological Journal of the Linnean Society

 

 

Twitter simbiotica.orgFacebook simbiotica.orgFlikr simbiotica.orgYouTube simbiotica.orgClique para deixar de subscrever esta newsletter

 

simbiotica.org  |  Arquivo  |  Comentar  |  Busca Contacte-nos  |  Imprimir  |  @ simbiotica.org, 2010


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com