2010-07-20

Subject: Mulheres mais velhas têm impulsos sexuais mais fortes

 

Mulheres mais velhas têm impulsos sexuais mais fortes

 

Dificuldades em visualizar este email? Consulte-o online!

@ TimeOs homens que enganam as esposas têm sempre aproveitado para se desculpar dizendo que 'a evolução é que os fez agir dessa forma'.

Muitos artigos, especialmente nos últimos anos, têm explorado a teoria de que os homens são infiéis porque a evolução os terá programado para procurar permanentemente úteros férteis e, convenientemente, mais jovens.

Mas o que se passa com as mulheres? Se é mesmo verdade que a evolução pode levar um homem a arriscar o seu casamento, que efeito tem afinal a evolução sobre a sexualidade das mulheres?

Um novo artigo sugere que as forças evolutivas também levam as mulheres a serem mais sexuais, apesar de o fazerem de formas inesperadas. O psicólogo da Universidade do Texas, David Buss, é o autor do artigo publicado na última edição da revista Personality and Individual Differences, com a ajuda de três estudantes de graduação, Judith Easton (que surge como a autora principal), Jaime Confer e Cari Goetz. 

Buss, Easton e os seus colegas descobriram que as mulheres na casa dos 30 e quarenta e poucos anos são significativamente mais sexuais que as mulheres mais jovens. As mulheres com idades entre os 27 e os 45 anos não só relatam ter mais e mais intensas fantasias sexuais que as mulheres com idades entre os 18 e os 26, como também admitem fazer mais sexo.

As mulheres desta faixa etária estão também mais dispostas a ter sexo casual que as mulheres mais jovens, mesmo casos de uma noite. Por outras palavras, apesar da imagem das universitárias promíscuas, são as mulheres de meia idade as sexualmente mais industriosas.

Pelo contrário, o interesse e desempenho sexual, geralmente medido pelo número de orgasmos por semana, atinge o máximo na adolescência e estabiliza, com uma média de três orgasmos por semana, para o resto da vida. A maioria dos homens permanece sexualmente activo até à casa dos 70, enquanto o ardor sexual das mulheres declina acentuadamente após a menopausa.

Por que motivo as mulheres seriam mais activas sexualmente na meia idade do que na adolescência e na casa dos 20? Buss e os seus estudantes consideram que a evolução encoraja as mulheres a serem sexualmente mais activas à medida que a sua fertilidade começa a entrar em declínio e a menopausa se aproxima.

Segundo eles, as nossas ancestrais femininas estavam acostumadas a que muitas das suas crianças, até metade, morressem de doenças várias, fome, guerra e outros factores, antes que tivessem os seus próprios filhos. Este trauma deixou uma marca psicológica que as urge a ter o máximo de filhos possível. 

Mas ficar grávida é muito mais fácil para as mulheres adolescentes e na casa dos vinte, por isso não precisam de passar muito tempo a ter sexo. No entanto, depois disso, o impulso do nosso complexo R para ter mais filhos enfrenta a dura realidade: com os óvulos a envelhecer, é cada vez mais difícil engravidar, ao que as mulheres de meia idade respondem buscando mais e mais sexo.

 

Para testar esta teoria, Buss e os seus estudantes pediram a 827 mulheres que respondessem a um questionário sobre os seus hábitos sexuais e, de facto, descobriram que as mulheres que tinham ultrapassado o pico da fertilidade mas ainda não tinham atingido a menopausa eram as mais activas sexualmente.

Este grupo etário, dos 27 aos 45 anos, relataram ter significativamente mais sexo que os outros dois grupos do estudo, dos 18 aos 26 e acima dos 46 anos. As mulheres de meia idade também tinham maior probabilidade de fantasiar sobre outro que não o seu parceiro actual.

As novas descobertas são consistentes com as de um artigo anterior de Buss publicado em 2002, que tinha descoberto que as mulheres no início da casa dos 30 se sentem mais lascivas e abstêm-se menos que outras faixas etárias. 

Em ambos os estudos, as descobertas são verdadeiras tanto para mulheres com parceiros fixos, como para mulheres solteiras, o que significa que as mulheres casadas na casa dos 30 têm tendência para ter mais sexo que as casadas na casa dos vinte e o mesmo para as solteiras. Também não tem influência na situação a existência ou não de filhos, apenas o factor idade afecta de forma significativa o interesse e comportamento sexual das mulheres.

Ainda assim, há algumas falhas nos dados presentes no artigo: perto de três quartos das participantes no estudo foram recrutadas no Craigslist, um website de encontros, o que significa que há um problema com a amostragem. As restantes participantes eram estudantes da Universidade do Texas em Austin.

Os autores também salientam que há explicações alternativas para o motivo para mulheres na casa dos 30 e início dos 40 serem mais sexuais. Muitas delas podem simplesmente estar mais à vontade com o acto que mulheres mais novas, ainda que também se possa alegar que esse conforto seja resultado de evolução.

Buss é autor do livro 'A evolução do desejo: estratégias de acasalamento humanas', que já está associado a explicações evolutivas do comportamento sexual humano. As suas teorias podem agora ajudar a explicar porque os homens podem ser Don Juans e as mulheres cougars.

 

 

Saber mais:

Teoria da Selecção Sexual - polémica e revolucionária

Promiscuidade feminina pode não beneficiar descendência

Inversão de papéis mina teorias sobre o speed dating

Atracção determinada pelo modo de andar

Homens têm sexo no cérebro?

 

 

Twitter simbiotica.orgFacebook simbiotica.orgFlikr simbiotica.orgYouTube simbiotica.orgClique para deixar de subscrever esta newsletter

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

 

simbiotica.org  |  Arquivo  |  Comentar  |  Busca Contacte-nos  |  Imprimir  |  @ simbiotica.org, 2010


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com