2010-06-01

Subject: Canadá considera massacre de 220 mil focas

 

Canadá considera massacre de 220 mil focas

 

Dificuldades em visualizar este email? Consulte-o online!

seal-killing.jpg

O que pode uma indústria em dificuldades fazer para sobreviver? Bem, se fores um defensor das pescas canadianas a resposta pode ser massacrar a competição.

Uma proposta recém-descoberta apela ao abate de 220 mil focas cinzentas para combater o declínio dos stocks pesqueiros ao largo da Nova Escócia, pois os defensores da pesca local alegam que estes mamíferos andam a devorar demasiado bacalhau. 

Os detalhes do plano são de pesadelo, envolvendo a utilização de espingardas, tacos de basebol, incineradores e mesmo equipamento de corte de árvores para ajudar na chacina das focas durante a época em que as praias estão repletas de crias recém-nascidas. O proposto massacre, segundo um acordo dado a conhecer pelo jornal The Coast, deverá acontecer na ilha Sable na Nova Escócia, um dos principais locais de reprodução da espécie.  

Tudo deriva do facto de as pescas estarem a enfrentar declínios nos stocks desde há vários anos, uma realidade que é atribuída às focas pelos pescadores e não à sua própria actividade. Por isso os defensores da indústria apelaram ao governo canadiano para massacrar a competição e o encomendar de um estudo confirma que os funcionários governamentais estão a considerar o plano.

Segundo ele, matar 220 mil focas ao longo dos próximos cinco anos coloca um desafio logístico. As espingardas vão ser usadas para abater os adultos, enquanto as crias serão espancadas até à morte com tacos de basebol, levando a que 100 mil focas sejam mortas em 25 dias no primeiro ano. Equipamento de recolha de árvores abatidas recolherá as carcaças para contentores onde serão incineradas. "A esta taxa de produção, um camião de despejos será cheio de focas a cada 10 minutos ... sete dias por semana durante 25 dias", salienta o estudo.

 

Obviamente, já que estão no negócio de matar focas, o Departamento de Pescas e Oceanos do Canadá (DFO) prefere obter um belo lucro com as partes dos cadáveres dos animais do que apenas queimá-las, mas não há mercado para elas. Por isso, relata o jornal The Coast, um porta-voz do DFO visitou a China para averiguar a apetência por carne de foca e para sugerir que pode haver algum valor nos pénis dos animais.

Uma alternativa ligeiramente mais humana ao massacre puro e simples de focas cinzentas foi delineado no mesmo estudo. Em vez de matar os animais, 16 mil fêmeas diferentes seriam seleccionadas e esterilizadas todos os anos durante os próximos cinco anos.

A proposta agora descoberta vem nos calcanhares do que os ambientalistas consideraram uma vitória para a vida selvagem da ilha, refere o The Coast. Recentemente, o governo decidiu transformar a ilha Sable em parque nacional, uma designação que dará protecção à sua rica biodiversidade. Um senão de pouca monta: as focas não vão receber os mesmos benefícios.

Os críticos da proposta consideram-na uma tentativa fútil de manipular a cadeia alimentar. Mark Butler, do Centro de Acção Ecológica do Canadá, comentou: "Se começarmos a matar focas cinzentas para salvar o bacalhau, teremos que continuar durante séculos pois a pesca terá sempre sido dizimada por predadores naturais. É um ciclo vicioso."

Já os proponentes do plano, são rápidos a salientar que as focas cinzentas não são uma espécie ameaçada, nem a redução da sua população irá ameaçar a estabilidade da espécie, ainda que, seja qual for o benefício para as pescas, a noção de massacre de 220 mil animais patrocinado pelo governo pareça, no mínimo, enervante... 

 

 

Saber mais:

Para onde foram as focas?

Mais de 230 mil focas estão prestes a morrer!

Quatro formas de ajudar a impedir a caça às focas no Canadá

Caça às focas canadiana já decorre (contém imagens que podem ser consideradas chocantes)

 

 

Twitter simbiotica.orgFacebook simbiotica.orgFlikr simbiotica.orgYouTube simbiotica.orgClique para deixar de subscrever esta newsletter

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

 

simbiotica.org  |  Arquivo  |  Comentar  |  Busca Contacte-nos  |  Imprimir  |  @ simbiotica.org, 2010


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com