2010-04-28

Subject: Desastre ambiental ameaça Golfo do México

 

Desastre ambiental ameaça Golfo do México 

 

Dificuldades em visualizar este email? Consulte-o online!

A explosão e afundamento de uma plataforma de exploração petrolífera ao largo da costa do estado  norte-americano do Louisiana na semana passada causaram um derrame. Desde então têm vindo a ser libertados no ambiente marinho o equivalente a 1000 barris de petróleo diariamente.

Menos de quinze dias depois de resolvida aquela que poderia ser uma das mais graves crises ambientais, causada por um derrame de petróleo na área da Grande Barreira de Coral, ao largo da costa australiana do oceano Pacífico, a história repete-se.

Desta vez o derrame acontece no oceano Atlântico ao largo da costa do estado norte-americano do Louisiana, e resulta da explosão e afundamento de uma plataforma de exploração petrolífera na passada semana.

A plataforma estava sob aluguer por parte da BP que já enviou para o local 30 embarcações de limpeza e aviões para verter dispersante nas manchas de óleo à superfície – desde o incidente têm vindo a ser libertados no meio marinho o equivalente a 1000 barris de petróleo diariamente.

 

Simultaneamente há vários veículos submersíveis que, numa operação complexa, tentam suprimir a fuga. As operações deveriam ter começado no fim-de-semana mas por condições climatéricas adversas foram adiadas, tendo a área afectada pela mancha de petróleo aumentado para 1550Km2.

Há receios de que, se a operação não for bem-sucedida, a mancha possa vir a afectar praias, ilhas-barreira e zonas húmidas ao longo da costa americana. Por enquanto, as condições atmosféricas têm mantido o petróleo longe da costa, havendo a esperança de que as ondas causem a fragmentação da mancha permitindo a solidificação do petróleo e o seu afundamento.

 

 

Saber mais:

A razão porque o petróleo do Exxon Valdez perdura

O legado duradouro do Exxon Valdez

Oleoduto russo um perigo para a vida selvagem siberiana

Aves atingidas por derrames poderão ser limpas a seco

Derrames de crude deveriam ir para as praias

Protecção dos ecossistemas depende do controlo de clandestinos

Derrame do Exxon Valdez teve efeitos a longo prazo

 

 

Twitter simbiotica.orgFacebook simbiotica.orgFlikr simbiotica.orgYouTube simbiotica.orgClique para deixar de subscrever esta newsletter

 

simbiotica.org  |  Arquivo  |  Comentar  |  Busca Contacte-nos  |  Imprimir  |  @ simbiotica.org, 2010


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com